quarta-feira, 27 de janeiro de 2016

ELEIÇÕES 2016: Renovação à vista em Timon… Se eleitor quiser, em Açailândia pode acontecer o mesmo!!!

Deputado Alexandre Almeida lidera pesquisa de intenção de votos, derrotando famílias Leitoa e Waquim, que há anos polarizam o poder no município.  Em Açailândia os candidatos sempre foram os mesmos, mas para eleições deste ano muitas novas caras surgiram. Será que chegou o momento da renovação!


O deputado Alexandre Almeida (PSD) lidera com 39,25% a disputa pela Prefeitura de Timon, à frente do prefeito Luciano leitoa (PSB) e da ex-prefeita Socorro Waquim (PMDB). A ascensão de Almeida mostra que a população timonense cansou da eterna disputa entre os Leitoa e os Waquim, batalha que não apresentou qualquer resultado efetivo para a cidade.
Na disputa direta com Luciano Leitoa, Alexandre Almeida chega a 50,50% das intenções de votos, contra 34,25% do prefeito.
Em Açailândia novas caras estão surgindo, no entanto, as primeiras reações são as do continuísmos, ou seja, os candidatos são sempre os mesmos, simplesmente se revezam no poder.
Será que assim como em Timon, o eleitor de Açailândia também poderá mudar e a partir para a renovação política do Município?
Ainda está difícil de acreditar!!!

segunda-feira, 25 de janeiro de 2016

Lista do TCE com municípios aptos a convênios ignora critérios legais… Segundo especialistas Açailândia e vários outros Municípios estariam inaptos a realizar convênios com o Estado.

Por manter o site do Portal da Transparência desatualizado desde agosto do ano passado Açailândia pode esta inapta em manter convênios com o governo do Estado. Apenas sete dos 37 municípios aprovados pelo tribunal atendem a todos os pré-requisitos da legislação sobre transparência; e do total, 11 não têm a menor condição de estar na lista


seloO Tribunal de Contas do Estado divulgou semana passada uma lista com 37 municípios que, segundo os seus critérios, estariam aptos a firmar convênios e receber repasses do Governo do Estado.
E foi o próprio presidente do TCE, conselheiro Jorge Pavão, quem estabeleceu a transparência como principal fator de análise. (Leia aqui)
Ocorre que estudo realizado por especialistas, a pedido do blog, mostrou que dos 37 “aprovados” pelo TCE apenas sete atendem todos os requisitos exigidos pela legislação, no que se refere à transparência.
São eles: Lagoa do Mato, Lagoa Grande do Maranhão, Matões do Norte, São João do Sóter, São Luís, São Roberto e Vargem Grande. (veja tabela abaixo)
lista
Outros 11 municípios deveriam sequer estar na lista. Alguns, como Imperatriz Caxias, Timon e Balsas nunca atualizaram seus portais.
dadosO de Paraibano ainda tem outro erro: o site usa a extensão “pontocom”, o que é proibido.
Além destes, também deveriam ser desclassificados os municípios de Boa Vista do Gururpi, Cantanhede, Davinópolis, Peri Mirim, São Benedito do Rio Preto e São Francisco do Brejão.
Dos 37 aprovados pelo TCE, 19 só devem ter entrado na lista pela boa vontade dos conselheiros, já que não atendem a todos os requisitos exigidos.
A tabela acima, publicada com exclusividade pelo blog, mostra a situação de cada um dos 37 municípios aprovados pelo tribunal…

sexta-feira, 22 de janeiro de 2016

Deputado vai ao MP após denúncias sobre concurso de professor do MA


O vice-presidente da Comissão de Educação da Assembleia Legislativa do Maranhão, deputado Wellington do Curso (PPS), protocolou ofício no Ministério Público Estadual (MP), na tarde de ontem, solicitando informações quanto às medidas adotadas pela Promotoria de Educação a respeito das denúncias de possíveis irregularidades apontadas por candidatos no concurso público para professor da rede estadual de Educação, realizado pela Fundação Sousândrade.
Ao protocolar o ofício, o parlamentar ressaltou as inúmeras reclamações e denúncias recebidas de candidatos. Dentre elas, destacam-se os casos de questões plagiadas de outro concurso; casos de envelopes de provas abertos antes do início do certame, a exemplo do que aconteceu na Escola Pio XII. Há também, segundo o parlamentar, reclamações quanto à credibilidade do gabarito oficial das provas.
Ele lembrou que a Fundação Sousândrade divulgou um primeiro gabarito no dia 14 deste mês e em seguida, no dia 18, outro gabarito foi publicado.
"Desde o dia 20 de dezembro de 2015, inúmeros professores nos procuraram com reclamações referentes ao concurso para professor do Estado. As reclamações vão desde o plágio de mais de 10 questões no concurso, passando pelo absurdo que é a abertura de envelopes de provas antes de chegarem à sala da aplicação da avaliação em si, chegando à incerteza do que seria o gabarito oficial, já que dois gabaritos 'oficiais' foram publicados. Segundo os professores, nem todas as questões plagiadas foram anuladas. Além disso, fomos notificados de que em São Luís, por exemplo, o pacote de provas chegou aberto ao local em que seria aplicado, o que fez com que alguns candidatos da Escola Pio XII, no bairro Vila Palmeira, fossem até à delegacia registrar ocorrência. Como se tais fatos não fossem o suficiente, há ainda a incerteza que caracterizou o gabarito que seria oficial, já que, no dia 14 de janeiro, publicou-se determinado gabarito com uma lista de convocados à apresentação de títulos e já no dia 18 do mesmo mês, publicou-se um outro gabarito com uma outra lista, evidenciando a incerteza naquilo que deveria ser oficial", relatou.
O deputado justificou, ainda, que protocolou o ofício com o objetivo de obter informações sobre as providências que foram tomadas pelo Ministério Público Estadual.
Fonte: Gilberto Leda.

quarta-feira, 20 de janeiro de 2016

Justiça Eleitoral vai bater forte na fiscalização e combate ao caixa 2 nas eleições de 2016

serejoO presidente do Tribunal Regional Eleitoral do Maranhão (TRE-MA), desembargador Lourival Serejo, afirmou ontem (19), em entrevista a O Estado, que a grande missão da Justiça Eleitoral nas eleições de 2016 será o combate ao caixa 2.
Com a aprovação das novas regras para o pleito, que já começam a valer na eleição para prefeitos e vereadores, houve drástica redução do limite de gastos por candidato, o que deve impactar diretamente nas campanhas.
Para Serejo, em alguns casos só um “milagre” permitirá que os postulantes a cargos eletivos consigam fazer campanha de fato com o valor permitido em lei.
“Vimos recentemente a relação com os limites de gastos. Municípios com R$ 200 mil, R$ 150 mil, R$ 100 mil [de limite para campanhas de prefeitos]. A gente sabe que é impossível um candidato a prefeito fazer uma campanha com R$ 200 mil. E aí, como vai ocorrer o milagre?”, questionou.
O magistrado destaca que além dos TREs, vários outros órgãos estão empenhados em garantir a lisura dos pleitos nos municípios. “A OAB vai fazer uma grande campanha contra o caixa 2”, declarou.
Ele cita também ações e parcerias com o Ministério Público Eleitoral (MPE) – no caso das eleições deste ano esse papel é assumido pelos próprios promotores nos municípios -, com o Tribunal de Contas da União (TCU) e com a Controladoria-Geral da União (CGU).
“Ter uma fiscalização eficiente é muito difícil. Nesse aspecto o Ministério Público Eleitoral é um parceiro grande”, comentou.
Redução
Levantamento de O Estado divulgado na edição do último domingo, 17, mostrou que alguns municípios do Maranhão, levando-se em consideração a instrução normativa criada pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) com cálculo sobre os gastos, o teto vai de 50% a 70% em relação ao maior valor gasto nas eleições municipais de 2012.
Na capital, o montante apresentado no site do Tribunal Regional Eleitoral (TRE) do Maranhão corresponde apenas a 50% do valor mais elevado declarado pleito de 2012.
A redução é considerável nos maiores colégios eleitorais. Em São Luís, por exemplo, o valor máximo que poderá ser investido pelos candidatos a prefeito corresponde a metade do maior valor declarado na última eleição municipal.
Em 2012, o maior gasto de campanha na capital foi de R$ 4.697.991,79. Este ano, contudo, o limite especificado para candidato a prefeito da capital é de R$ 2.348.995,90.
Para vereador, o gasto limite em 2016 é de R$ 330.878,32. O valor corresponde a 70% do maior valor gasto em 2012: R$ 472.683,32.
Imperatriz – Na cidade de Imperatriz, segundo maior colégio eleitoral do estado, o limite de gastos para candidatos a prefeito e a vereador corresponde a 70% dos maiores valores gastos, para cada, em 2012.
Candidatos ao Executivo poderão gastar até R$ 1.013.180,22. No último pleito, o maior valor gasto foi de R$ 1.447.400,32. Para o legislativo, o teto para as eleições deste ano é de R$ 109.062,42. Em 2012 o maior valor declarado foi de R$ 155.803,43.
Açailândia - Em Açailândia candidatos a prefeito ficaram no teto de pouco mais de 200 mil reais. Para o Legislativo o custo máximo ficou na casa de pouco mais de 50 mil reais.

Sai a lista de novos nomeados para PMMA

A Polícia Militar do Maranhão divulgou hoje (20) um comunicado convocando os militares formados na segunda turma de 2015 a se apresentar nos seus pólos até a próxima sexta-feria (22).
Os PMs foram nomeados na sexta-feira passada (15), de acordo com publicação no Diário Oficial.
São 1008 novos PMs (agora sim!) incorporados aos quadros da Polícia Militar.

terça-feira, 19 de janeiro de 2016

IMAGENS DO DIA: Tá estressado, vai pescar...

Cansado de esperar pelo prefeito em exercício Juscelino Oliveira, morador do Distrito Industrial de Pequiá, resolve pescar sozinho em uma das lagoas formadas nas ruas daquela comunidade...




ATENÇÃO CANDIDATOS!!! Vejam o limite de gastos de campanha para prefeitos e vereadores nas eleições deste ano em Açailândia e outros Municípios


segunda-feira, 18 de janeiro de 2016

BOMBA!!! BOMBA!!! Prefeito pretendia torrar R$ 300 mil reais mensais com empresa Limpa-Fossa

Dou um docinho e um taco de queijo para quem descobrir qual o Município da Região Tocantina que parece estar se desmanchando em “M...”
Imagem Ilustrativa...

Parece brincadeira mais é verdade, um parente bem próximo de certo prefeito da Região Tocantina, teria usado da influência parental para fazer com que o Município contratasse uma empresa Limpa-Fossa pela bagatela de 300 mil reais mensais – e, isso caro leitor, gritem e esperneiem, seria para tirar a “M...” de apenas duas escolas do Município.

O exagero foi tão grande que gerou uma grande contenda, levando ao Procurador Geral do Município, a se negar em apor sua assinatura em tamanha loucura autorizando o pagamento do feito.

Um passarinho comunista me falou ao pé do ouvido, que a nota teria sido tirada do empenho, e o pagamento não foi efetuado, mas vale a pena os nobres vereadores e o Ministério Público investigar – eita que a farra tá é grande!!!


Fica a dica.

Campanha menor favorece candidato mais conhecido, dizem especialistas

Duração da campanha será reduzida de 90 para 45 dias a partir de 2016.
G1 ouviu consultores sobre principais impactos das mudanças nas eleições.

Do G1, em Brasília
A redução do período de campanha eleitoral e a criação de um limite para os gastos dos candidatos a partir de 2016 devem favorecer os políticos que já são conhecidos pela população, de acordo com a opinião de especialistas ouvidos pelo G1.
Entre as mudanças nas regras que começam a valer neste ano, estão a redução de 90 para 45 dias na duração da campanha, além da diminuição de 45 para 35 dias do período de propaganda no rádio e na TV.
Também foi criado um limite para os gastos em campanha: será permitido gastar 70% do valor declarado pelo candidato que mais gastou no pleito anterior, se tiver ocorrido só um turno, e até 50% do gasto da eleição anterior se tiver havido dois turnos.
Com base em recente resolução do Tribunal Superior Eleitoral, o G1 fez um ranking das capitais que terão os maiores e menores limites para candidatos a prefeito e vereador.
Além dos tetos, um freio a mais para os gastos é a proibição das doações de empresas a candidatos e partidos.
As campanhas deste ano serão mais objetivas e enxutas, de acordo com a avaliação do professor de marketing político da Universidade de São Paulo (USP) e consultor político, Gaudencio Torquato.
Quanto menor a campanha, menor a possibilidade de quem não é conhecido se fazer conhecido” (Gaudencio Torquato,professor de marketing político).

“Os perfis mais conhecidos serão beneficiados em função da campanha menor, mais curta. Quanto menor a campanha, menor a possibilidade de quem não é conhecido se fazer conhecido”, avaliou.
“Isso favorece candidatos esportistas, celebridades e políticos tradicionais que já são conhecidos da comunidade”.
Torquato ponderou, no entanto, que é possível que alguns eleitores, ainda assim, prefiram votar em novos nomes.
“É possível que parcela do eleitorado revoltada com política velha vote nos novos candidatos. A tendência pode ser de procurar perfis mais assépticos”, disse.
Ainda na avaliação do professor, o impacto das novas regras será sentido principalmente nas médias e grandes cidades, onde há mais de 50 mil eleitores.
“Nas cidades pequenas, todo mundo se conhece e é mais fácil fazer corpo a corpo. Nas cidades médias e grandes, será maior o impacto, já que a população não conhece todos os candidatos”, afirmou.
Para o consultor político Gilberto Musto, que trabalha em campanhas em todo o país, as mudanças feita pelos atuais legisladores favorecem os políticos eleitos.
“A diminuição do período favorece aos que já estão eleitos. Como legislador, eu não vou mudar o sistema pelo qual eu fui eleito”, afirmou.
Para quem não é conhecido, é necessário começar a campanha desde já, pelas redes sociais, divulgando ideias e posicionamentos […] O uso das redes sociais já foi forte em 2014 e este ano será mais forte ainda” .

Verba
Musto afirmou, ainda, que a redução dos gastos levará a uma profissionalização do trabalho nas campanhas. Ele argumenta que o limite para as despesas – que antes não existia – exigirá mais planejamento das equipes.
“[A campanha] É uma empresa, só que começa e acaba com data marcada. Você tem que fechar e os números têm que bater.”
O estrategista político Cristiano Penido também enxerga um cenário favorável para os políticos famosos.
“O que vai acontecer é que os candidatos mais conhecidos terão vantagem muito grande. Os menos conhecidos terão 45 dias para se tornarem conhecidos e bem menos recursos”, disse.
Uma alternativa para os políticos que ainda não têm tradição é fazer uso da internet, de acordo com Penido.
“Para quem não é conhecido, é necessário começar a campanha desde já, pelas redes sociais, divulgando ideias e posicionamentos”, disse.
“O uso das redes sociais já foi forte em 2014 e este ano será mais forte ainda. Se não fosse isso, o candidato desconhecido não teria chance nenhuma”, afirmou.

quinta-feira, 14 de janeiro de 2016

Egocentrismo e ganância de Juscelino Oliveira vão causar enormes prejuízos às Malharias de Açailândia

Egocentrismo é o comportamento voltado somente para si ou tudo que lhe diz respeito, ou seja, usa-se o termo "egocêntrico", para pessoas preocupadas consigo mesmo e indiferente aos problemas dos outros.
Imagens não mentem... Açailândia que se dane!!!

Com o intuito apenas de colocar a sua marca própria nos uniformes dos alunos da rede pública de ensino, o prefeito em exercício Juscelino Oliveira, resolveu modificar todo o fardamento do alunado de Açailândia. Até ai tudo na sua normalidade, mesmo sendo imoral, no entanto, o prejuízo que isso dará aos empresários locais do ramo de malharia é incalculável. Tudo isso em meio a uma crise que afeta todo o país, onde as medidas mais comuns adotadas pelos gestores públicos municipais é incentivar o consumo local para que os recursos oriundos do Município girem dentro do próprio Município.

Dos males o menor é que a secretária de educação de Açailândia afirma não haver nenhum custo para o alunado, haja vista, haver uma suposta doação da confecção desse fardamento pela companhia VALE. Mas como nessa administração tudo gira em torno de muitas mentiras, seria importante o Ministério Público averiguar esse termo de doação, pois se suspeita que o prefeito em exercício estaria beneficiando a Malharia de um amigo de longas datas, localizada no Município de Itinga do Maranhão – tudo sem licitação.

Várias reuniões com donos de Malharias de Açailândia e a secretária de educação de Açailândia, professora Maíza já aconteceram e estava meio que acertado para que esses uniformes fossem confeccionados no Município de Açailândia, no entanto, de uma hora para outra apareceu essa tal doação da VALE e para que esses uniformes sejam confeccionados na cidade de Itinga do Maranhão, de propriedade de um grande amigo e doador de campanha de Juscelino Oliveira – o prejuízo que será causado aos donos de Malharias de Açailândia é incalculável.

Com a palavra o Ministério Público.

NOTA DE ESCLARECIMENTO

ESCLARECIMENTO – NOTÍCIA FALSA CIRCULA EM BLOG SEM IDENTIFICAÇÃO E NAS REDES SOCIAIS




Com a finalidade de restabelecer a verdade dos fatos e em respeito a todos quantos emprestaram espontânea solidariedade ao subscritor da presente NOTA, o Dr. SÉRGIO RICARDO OLIVEIRA VIEIRA, vítima de ofensa leviana, nitidamente capitulada na calúnia, na injúria e difamação, sente-se no indeclinável dever de ESCLARECER os fatos narrados no Blog criminoso e sem autoria,que está circulando também nas redes sociais e aplicativos de aparelhos móveis, onde inveridicamente e caluniosamente diz que o subscritor desta, estaria envolvido em falsificação de documentos de carros e que poderia ser preso a qualquer momento, em companhia do ex chefe do Ciretran Açailândia Joel Falqueto e de Francisco Alves Fernandes, alcunha de Fábio Fernandes.
O blogueiro ou blogueira em questão, que nem mesmo se identifica, características de um covarde descarado, acostumado(a) a trabalhar em seu mundo de mentiras, evidentemente daria toda a cobertura para este tipo de denuncismo barato e até fomentaria tal ideia com mais mentira e covardia.
Qualquer pessoa com o mínimo de discernimento sabe que para um fato ser noticiado, deve-se buscar confirmação nas fontes, e não somente jogar palavras ao vento, como no caso sob apreço, que podem vir a prejudicar e muito à vida das vítimas de noticias maldosas e caluniosas.
Para tanto, aproveito para fazer a juntada de Certidão negativa da Delegacia Regional de Açailândia, assinada pelo Delegado Regional e ainda Certidão Negativa Criminal do Fórum da Comarca de Açailândia, ambas dando conta da INEXISTÊNCIA de qualquer procedimento investigatório no âmbito da Delegacia regional de Açailândia e Inexistência de qualquer processo criminal no âmbito da Justiça Estadual, em desfavor de SÉRGIO RICARDO OLIVEIRA VIEIRA. O blog diz ainda que meu nome foi envolvido pelo depoimento de Fabio, o que de forma alguma procede, conforme documentos anexos.
Dessa forma tenho a consciência limpa para com Deus, familiares, amigos, pessoas que acreditam em nosso trabalho e a população de Açailândia. Se a intenção do mentiroso(a) é esmorecer minha luta pelo melhor de Açailândia e sua população, afirmo que o tiro saiu pela culatra.
Jamais deixarei de cumprir com meu mister de defender Açailândia, independentemente daquilo que esse blogueiro(a) e seus companheiros de covardia e mentira tentem fazer contra minha pessoa ou pensem a meu respeito.
Nem ele(a) nem qualquer outro(a) do seu escasso time me deterá.
Em consequência, como “são invioláveis a intimidade, a vida privada, a honra e a imagem das pessoas...", o subscritor desta buscará, na Justiça, assim que sejam identificados os responsáveis “... o direito à indenização pelo dano material e moral decorrente de sua violação (inc. X, art. 5°, CF/88), sem renunciar a adoção de providências no âmbito da legislação penal pertinente contra os responsáveis.
Açailândia/MA, 13 de janeiro de 2016


Ass: SÉRGIO VIEIRA - ADVOGADO

segunda-feira, 11 de janeiro de 2016

Leonel Messi é eleito mais uma vez o melhor jogador do mundo

O argentino Leonel Messi caba de receber agora, às 15h55, o prêmio de melhor jogador de futebol do mundo. Esta é a quinta vez que o baixinho craque recebe a bola de ouro entregue pela Fifa e recebeu das mãos do jogador, Cacá, o último brasileiro a receber o prêmio.
A disputa pela indicação estava sendo disputada pelo brasileiro Neymar, o português Cristiano Ronaldo e pelo argentino Messi. Neymar ficou em terceiro e Ronaldo em segundo. O atacante brasileiro de Goânia Wendell Lira ganhou o prêmio de gol mais bonito de 1015, o Puskás.

sexta-feira, 8 de janeiro de 2016

Preços de materiais escolares têm variação de 660%, diz Procon-MA

Do        G1         MA

O Procon Maranhão divulgou, nesta quinta-feira (7), a pesquisa de preços de 153 itens de materiais escolares em 13 papelarias e livrarias estudantis de São Luís. O levantamento foi realizado entre 28 de dezembro de 2015 e 5 de janeiro de 2016 (veja a pesquisa completa aqui).
O maior percentual de variação de preços foi verificado na venda do “Apontador escolar, com depósito, um furo”, da marca “Cis”, que chega a variar 660,00%, vendido entre R$ 0,25 e R$ 1,90 (preço médio de R$ 1,00).
Em segundo lugar, está a lapiseira “Top Cis, 0.7mm, cor azul”, também da marca “Cis”, com 550% de variação, vendida a preços entre R$ 1,00 e R$ 6,50 (preço médio de R$ 4,07). Na terceira posição, está a lapiseira “Aluno, 0.7mm, cor azul”, da “Compactor”, que varia 333,33%, com menor preço a R$ 1,50 e, maior, a R$ 6,50 (preço médio (R$ 4,49).
Outros itens
Outra variação alta é a da régua “Twist’N Flex”, da “Maped”, que obteve 325,50%, sendo vendida a preços entre R$ 2,00 e R$ 8,51 (preço médio de R$ 5,82).

Já na venda da mochila, a maior flutuação de preços é a da “Mochila de Costa, Galinha Pintadinha”, da “Xerius”, com percentual de 238,05% e menor a maior valor de venda de R$ 130,16 e R$ 440,00, respectivamente (preço médio de R$ 216,65).
Entre os cadernos universitários de 10 matérias (200 folhas), a maior volubilidade de preços é o do “Jump”, da marca “Foroni”, com 222,13%, com preços variando entre R$ 9,31 e R$ 29,99 (preço médio de R$ 16,77).
Nas agendas escolares, foi encontrado percentual de variação de 256,16% na “Agenda Princesas, Cinderela, cor azul/rosa, capa dura”, da “Tilibra”, com preço variante entre R$ 9,49 e R$ 33,80 (preço médio de R$ 17,08).

quarta-feira, 6 de janeiro de 2016

Mais uma vítima da saúde de Açailândia sob o comando de Juscelino e do vereador Marquinhos.

Após uma cirurgia ortopédica, um jovem sofre complicações e é obrigado a retornar ao Hospital Municipal de Açailândia. Sem conseguir realizar exames no HMA a família foi obrigada a pagar todos os procedimentos em laboratórios particulares.

O fato informado por Conselheiros Municipais de Saúde é de um jovem por nome de Alan Rodrigues de Sousa, que há cerca de 20 dias que realizou uma cirurgia ortopédica no Hospital Municipal, e no intervalo de 13 dias após o procedimento cirúrgico o jovem sofreu serias complicações com o registro de pelo menos 06 hemorragias internas. Ele voltou a ser internado no HMA/SESP, onde foi solicitado ao mesmo que fizesse alguns exames. Sem conseguir realizar os exames pelo SUS a família do rapaz optou por fazer os exames em laboratórios particulares, neste período o jovem passou por mais um procedimento cirúrgico devido apresentar alterações na perna fraturada.

Na terça-feira, ontem, 05 de Janeiro, o jovem teve que voltar novamente para o SESP, com sintomas aparentes de hemorragia. A família e, especialmente, a mãe do rapaz, encontram-se desesperados por não haver atendimento médico. A promessa é de que isso possa acontecer hoje, dia 06.

Essa “via crucis” vem se tornando uma rotina no Hospital Municipal de Açailândia. Uma vítima fatal, o pai de família Walmir, há pouco mais de 30 dias, não chegou nem a ser operado e depois de ser levado duas vezes para cidade de Imperatriz, veio a óbito.


Enquanto isso, nossos nobres vereadores permanecem inertes, mas fazer o que, se no comando da saúde está lá um dos seus pares vereadores, e o prefeito foram eles mesmos que colocaram no comando do Município. 

Veja o calendário para pagamento do IPVA 2016 no Maranhão

Desconto para pagamento em cota única até 11 de fevereiro é de 10%.
Para pagar parcelado, proprietário precisa observar calendário de quitação.

Consulta dos valores por modelo de veículo poderá ser feita a partir de 1º  janeiro de 2016  (Foto: Karlos Geromy / Secom)Consulta dos valores poderá ser feita a partir de 1º janeiro de 2016 (Foto: Karlos Geromy / Secom)












A Secretaria da Fazenda do Maranhão (Sefaz-MA) divulgou, na sexta-feira (18), as datas para o pagamento do Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores (IPVA) para 2016.
Os contribuintes podem optar por pagar integralmente (cota única) com 10% de desconto até 11 de fevereiro ou parcelar em até três vezes. Para pagar parcelado, o proprietário deve observar o calendário com prazo para quitação de cada parcela (veja na tabela abaixo).
FINAL DA
PLACA

PARCELA
COTA
ÚNICA

PARCELA

PARCELA
1 e 211/0211/0211/0311/04
3 e 415/02 15/0215/0315/04
5 e 618/02   18/0218/0318/04
7 e 822/0222/0222/0322/04
9 e 029/0229/0229/0329/04
Se o prazo para pagamento da primeira parcela for descumprido, o pagamento do IPVA só poderá ser realizado em cota única, sem desconto.
Os proprietários de veículos que optarem pelo faturamento do IPVA 2016, realizarão o pagamento da primeira cota de acordo com o final de placa dos veículos.
A consulta dos valores por modelo de veículo poderá ser feita a partir de 1º  janeiro de 2016, no portal da Sefaz na internet e também nosite do Detran, no ícone "Licenciamento Anual".
Pagamento
No site do Detran, no ícone "Licenciamento 2016", o contribuinte pode emitir os Documentos de Arrecadação de Receitas Estaduais (DAREs) com os valores do IPVA, da Taxa de Licenciamento e do Seguro DPVAT, além de eventuais multas de trânsito.

Os boletos poderão ser pagos em qualquer agência do Banco do Brasil, apenas com a informação do número do Renavam, nos caixas físicos. Para correntistas, o pagamento pode ser efetuado nos caixas eletrônicos ou pelo internet banking.
Nos terminais de auto-atendimento, a emissão de extrato do débito pode ser obtida na opção "Extrato do Renavam", digitando apenas o número do Renavam.
Recebimento do CRLV
Após o pagamento do IPVA, da Taxa de Licenciamento e do Seguro DPVAT, o contribuinte receberá em seu endereço, em até dez dias úteis, o Certificado de Registro e Licenciamento do Veículo (CRLV).

O CRLV devolvido pelos Correios estará disponível no Viva Cidadão da Praia Grande, quando se tratar de municípios da jurisdição de São Luís. Nos demais, o documento ficará disponível nas respectivas Ciretrans.

terça-feira, 5 de janeiro de 2016

Ibope aponta cenário adverso para reeleição de prefeitos


Segundo pesquisa feita para o jornal O Estado de S.Paulo, menos de um terço dos entrevistados diz que planeja votar nos atuais prefeitos ou nos candidatos por eles indicados.

A insatisfação com os representantes políticos já se manifesta nas pesquisas de intenção de voto para as eleições municipais. De acordo com levantamento do Ibope, mais da metade dos eleitores brasileiros declararam que pretendem votar em candidatos de oposição (40%) ou que não votarão em ninguém (16%). Os atuais prefeitos são os candidatos preferidos de apenas 22% dos entrevistados. Outros 8% disseram que planejam votar no candidato indicado pelo chefe do Executivo municipal. O restante não sabe ou não respondeu. A pesquisa foi encomendada pela coluna do jornalista José Roberto de Toledo, do jornal O Estado de S. Paulo.

Os indecisos ou insatisfeitos com todos os partidos representam um terço dos entrevistados.  O grupo se apresenta como uma saída para os candidatos governistas. O levantamento também mostra que a tendência oposicionista varia de acordo com a região do país: o posicionamento é mais acentuado no Norte e no Centro-Oeste (46%, contra 23% dos governistas) e no Sudeste (42% a 24%), do que no Sul (27% a 33%) e no Nordeste (39% a 41%).

O partido dos candidatos também influencia na sua maior rejeição ou aceitação, como indica a pesquisa. Prefeitos petistas (17%) e seus candidatos (5%) têm, em média, 22% das intenções de voto, contra 33% para oposicionistas. As cidades administradas pelo PT concentram a maior taxa de indecisos:  29% declararam que não votarão em ninguém e 16% não souberam responder.

INSS e IBGE oferecem mais de 1,5 mil vagas em concurso


No caso do INSS estarão em disputa 950 vagas com salários de R$ 4.886,87 e R$ 7.496,09. Já o IBGE oferece 600 vagas, com remuneração que varia de R$ 3.319,45 a R$ 9.396,88. Veja a lista dos concursos em andamento.

O novo ano começa com a abertura de inscrições para os concursos do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) e do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). No caso do INSS estarão em disputa 950 vagas, para cargos de nível médio e superior, com salários de R$ 4.886,87 e R$ 7.496,09, respectivamente. A organização cabe ao Cebraspe, o antigo Cespe/UnB.
As vagas serão distribuídas da seguinte maneira: 150 para analista do seguro social com formação em serviço social e 800 para técnico do seguro social. Os cargos serão preenchidos no Distrito Federal e nos 26 estados. As inscrições seguem até 22 de fevereiro e podem ser feitas pelowww.cespe.unb.br/concursos/inss_2015. As provas objetivas devem ser aplicadas em maio.
Já o IBGE oferece 600 vagas (140 de nível superior e 460 de nível médio). A remuneração varia de R$ 3.319,45 a R$ 9.396,88. O concurso é organizado pela Fundação Getúlio Vargas (http://fgvprojetos.fgv.br/concursos). Os  cargos de nível superior são para analista de planejamento, gestão e infraestrutura em informações geográficas e estatísticas e de tecnologista em informações geográficas e estatísticas. Para o nível médio, as vagas são para técnico em informações geográficas e estatística. As inscrições vão até o próximo dia 28.

Inscrição para Prêmio Sebrae Prefeito Empreendedor encerra dia 10. Prefeito em exercício de Açailândia Juscelino Oliveira tem algum projeto a apresentar?

Em 2014 a então prefeita de Açailândia Gleide Lima Santos concorreu e ultrapassou a etapa regional com um Projeto Agro florestal ousado, rentável e econômico e ficou entre os três melhores prefeitos empreendedores do Maranhão no final da premiação.

Os gestores municipais maranhenses têm até domingo, 10, para finalizar todas as etapas de inscrição na nona edição do Prêmio Sebrae Prefeito Empreendedor (PSPE), que premia as iniciativas de destaque na área de empreendedorismo e políticas públicas para o desenvolvimento dos pequenos negócios locais. Até agora, 55 prefeitos maranhenses sinalizaram que estão no páreo da premiação, porém 47 inscreveram e iniciaram a elaboração dos projetos.
O projeto apresentado pela então prefeita Gleide Lima Santos em 2014  foi uma opção estratégica para os produtores familiares, diversificarem suas produções e garantir uma maior rentabilidade, além de fornecer numerosos serviços socioambientais, que podem ser valorados, com potencial de serem convertidos em créditos ambientais e, assim, aumentar o valor agregado da propriedade agrícola.

No projeto estavam sendo desenvolvido o atendimento de pelo menos 600 famílias de produtores diretos e 1.800 indiretos, entre filhos e esposas totalizando em torno de 2.400 mil indivíduos e/ou produtores da zona rural de várias regiões previamente selecionada, reflorestando a área de 1.200 ha de área plantada, com 714 mil de árvores plantadas no município de Açailândia.

Após o golpe que levou Juscelino a assumir o comando do município de Açailândia nunca mais se ouviu falar de tal projeto.

Como já era de se esperar o prefeito de Açailândia em exercício Juscelino Oliveira não apresentou até agora nenhum projeto de relevância que possa concorrer ao prêmio.
Mas o que apresentar mesmo, se o setor de planejamento foi o primeiro a ser desativado no governo de Juscelino – impossível apresentar algum projeto.
Como apresentar algum projeto se na saúde o que se ver são pessoas morrendo por falta de atendimento; no Hospital Municipal os ratos dividem espaço com pacientes, falta medicamentos básicos, pacientes com mais de 30 dias a espera de uma cirurgia ortopédica; na educação falta merenda de qualidade e até parte do 13º de muitos professores foi cortado, na infraestrutura se não fosse o asfalto empenhado ainda no governo Roseana Sarney o caos seria ainda maior, pois as ruas estão quase em sua totalidade todas esburacadas.

Esse é o governo que a maioria dos vereadores de Açailândia projetou para os seus munícipes, onde só uma patota se beneficia dos recursos públicos.