terça-feira, 2 de março de 2021

Flávio Dino descarta lockdown mas novo decreto deve endurecer normas sanitárias

Nesta segunda-feira (1º) o governador Flávio Dino convidou os prefeitos da Grande Ilha e de Imperatriz, os chefes dos Poderes Judiciário e Legislativo, a direção do Hospital Universitário e a Federação dos Municípios para uma reunião sobre as novas ações de combate ao coronavírus.

“Estamos descartando a possibilidade de nesse momento haver um lockdown total. O que faremos é uma edição de normas com restrições de certas atividades, inicialmente pelo período de 10 dias, como restrições de grandes aglomerações, eventos que envolvam muitas pessoas, eventos festivos”, disse o governador Flávio Dino.

O governador anunciou ainda que serão intensificadas as fiscalizações, com novas restrições, após reunião com o setor empresarial que acontecerá na terça-feira (2). O novo decreto será editado após a reunião com o setor empresarial.

Reunião do Estado com prefeitos, chefes dos Poderes Judiciário e Legislativo, a direção do HUUFMA e a Federação dos Municípios (Foto: Gilson Teixeira)

“Adotaremos medidas concernentes ao serviço público estadual, como a suspensão do trabalho presencial no serviço público por 10 dias, continuaremos fazendo a expansão de linhas de ônibus, leitos hospitalares, abrangendo estado e prefeituras. Faremos, também, uma força tarefa com os municípios, com a participação dos outros poderes para fiscalizar e punir quem não usar máscaras em vias públicas. Subimos um degrau no nível de restrições, vamos observar por 10 dias e eventualmente adotar ainda mais medida se essas não forem capazes de conter esse ciclo de expansão que infelizmente estamos acompanhando”, garantiu o governador.

Durante a reunião, o governador ouviu as demandas de cada município, dialogou com os representantes dos poderes e apresentou o cenário atual, com dados, mostrando crescimento na ocupação dos leitos e aumento da taxa de contágio do coronavírus no Maranhão. Foi divulgada, ainda, a comparação da solicitação de leitos estaduais feita por alguns municípios, como São Luís e Imperatriz, no mês de outubro de 2020 e no mês de fevereiro de 2021.

Reunião do Estado com prefeitos, chefes dos Poderes Judiciário e Legislativo, a direção do HUUFMA e a Federação dos Municípios (Foto: Gilson Teixeira)

“Em São Luís, em outubro de 2020, foram solicitados 169 leitos da rede estadual. Em fevereiro deste ano, foram feitas 774 solicitações de leitos estaduais. Na cidade de Imperatriz, em outubro do ano passado, foram solicitados 145 leitos. Em fevereiro deste ano esse número subiu para 625”, pontuou o governador durante a apresentação.

Só nos três primeiros meses deste ano, o Governo do Estado abriu 500 novos leitos exclusivos para a COVID-19. “Temos feito um esforço gigantesco para abrir novos leitos, continuamos apelando para que as medidas preventivas sejam adotadas rigorosamente, como uso de máscaras, evitando aglomerações e mantendo o distanciamento social”, garantiu o governador Flávio Dino.

segunda-feira, 1 de março de 2021

AÇAILÂNDIA: Totalmente desinformado e despreparado para a função vereador Marcelo “Doador” tenta tocar terror nos consumidores do SAAE

O Dito popular: “mais perdido do que cego em tiroteio”, se aplica ao vereador Marcelo “Doador”  - não dar uma dentro. O primeiro passo errado foi se aliar a quem tanto criticava na campanha, como o símbolo do atraso na câmara de Açailândia, o vereador Ceara.

O primeiro passo do vereador Marcelo “Doador” aliado de primeiro hora do vereador Ceará foi entrar na justiça na luta para manter uma eleição eivada de irregularidades que o colocou na mesa diretora da câmara e o seu líder maior como presidente.

Em seguida foi de forma acalorada acusar pessoas idôneas da cidade de usar a máquina pública para escavação de um poço em área de propriedade privada.

Por último foi se ater a uma pura criação de um fato político realizado pela empresa de energia Equatorial, a respeito de dívidas contraídas pelo SAAE ao longo de anos – a Equatorial claramente, usa a falta de experiência do vereador Marcelo Doador como massa de manobra e mais uma vez o edil dá um tiro no pé.

Marcelo “Doador” que ainda não disse à população pra quem doou os mais de 24 mil dos seus salários dos meses de janeiro e fevereiro, não tem conhecimento que fornecimento de água é um SERVIÇO DE NATUREZA ESSENCIAL para a população.

Para isso o SAAE já procurou AMPARO JUDICIAL como em situações anteriormente ocorridas, em dezembro de 2020 quando EQUATORIAL de forma completamente ARBITRARIA E IRRESPONSÁVEL ordenou o a suspensão  do fornecimento de energia de alguns poços

Na ocasião, a justiça concedeu Liminar em que foi concedida medida LIMINAR obrigando o restabelecimento imediato do fornecimento de energia e proibiu a empresa de realizar novos cortes, sob pena de multa diária de R$ 10.000,00(dez mil reais).

Em post feito pelo parlamentar Marcelo “Doador”, tenta instalar terror junto a população que já vive aterrorizada por crise de saúde e financeira sem precedentes, mencionando que Açailândia poderá ficar sem água.

Vereador Marcelo “Doador” foi eleito pela batuta de seriedade, honestidade e mudanças na forma de fazer política na cidade de Açailândia, no entanto, o que se viu foi um caminho totalmente ao contrário do que se pregou – no primeiro canto da sereia caiu como uma virgem encantada.

Ainda se aguarda do vereador “Doador”, a sua manifestação sobre o destino dos seus salários creditado em conta, referente aos meses de janeiro e fevereiro de 2021.

Simples assim!

AÇAILÂNDIA: BR-222 em risco de novo corte pelas águas é obstruída por manifestantes.

Não bastasse o risco de ser novamente cortada no mesmo local do ano passado) BR-222 (TRECHO DO BANHO DO 40, moradores resolveram realizar manifestações e fecharam com pedras a via federal, ocasionando transtornos à motoristas – filas enormes já foram criadas.

Não se sabe ainda qual a pauta de reivindicação. Manifestantes ameaçam cortar a Br-222.

Mais detalhes, logo mais no Blog wiltonlima.com.br

Alerta

Circulando em redes sociais o alerta ao motoristas que que vão rodar no trecho da BR 222 entre Açailândia e Bom Jesus das Selvas, que tenham bastante cuidado, pois houve desabamento de encostas e há diversos pontos com obstrução parcial da pista, seja pela lama ou por árvores.

Mais pacientes de Açailândia com Covid-19 são transferidos para São Luís

Além dos pacientes que estavam internados na UPA, por causa da Covid-19, foram transferidos também pacientes do Hospital Municipal para São Luís, na tarde de domingo, ontem, dia 28.

A operação está sendo realizada pelo Governo do Maranhão, por meio da Secretaria de Estado da Saúde e do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU), com apoio logístico da AVB, Suzano e da gestão municipal para essa operação especial de transferência de pacientes da regional de saúde de Açailândia para unidades de UTI de capital São Luís.

Segundo o secretário estadual de Saúde, Carlos Lula, o serviço aero médico é disponibilizado para atender o serviço de regulação e transferir os pacientes. “É uma forma de auxiliar a aliviar a demanda de hospitais da região e proporcionar a distribuição dos pacientes via transferência inter-hospitalar imediata”, concluiu.

O gestor municipal, Aluísio Sousa,  agradece o empenho do Governo do Estado e alerta sobre as medidas preventivas para evitar transmissão por coronavírus entre os moradores.

“O apoio do Estado é fundamental nestas horas, agradecemos o empenho de todos. Insistimos que somente a prevenção pode evitar a contaminação e isso inclui o uso correto de máscara facial, higienização de mãos, ambientes e equipamentos e, principalmente, manter o distanciamento social”, finaliza.

As aeronaves utilizadas são aparelhadas com estrutura de UTI, incluindo respiradores e equipe médica, garantindo o monitoramento em tempo real. 

As UTIs aéreas hoje integram os serviços dos hospitais regionais no Maranhão e a ação prossegue interligando a rede pública estadual de Saúde com o objetivo de salvar ainda mais vidas.

Com informações da página da prefeitura de Açailândia no Facebook.

Dino tem reunião com prefeitos que pode definir lockdown na Ilha

O governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB), anunciou ontem (28) nas redes sociais que realizará nesta segunda-feira (1º) uma reunião com prefeitos da Região Metropolitana de São Luís e com o de Imperatriz para tratar do avanço da Covid-19 no estado e da possível adoção de medidas mais restritivas nos municípios.

O encontro ocorrerá às 17h, no Palácio dos Leões. Autoridades do TJ, TCE e da Famem também participarão.

Por ora, afirma o comunista, não há decisão sobre um lockdown estadual. Ele não descartou, contudo, que os próprios gestores municipais decretem bloqueios locais, de acordo com a realizada de cada cidade.

“Ainda não há decisão sobre lockdown estadual. Contudo, prefeituras tem competência para decretar medidas preventivas nos seus territórios, à luz da realidade local. Amanhã irei reunir com demais Poderes e convidei municípios da Ilha e Imperatriz, onde ocupação hospitalar é maior”

________________Leia mais
Prefeitos podem cobrar repasses da SES a hospitais de 20 leitos
Bolsonaro diz que enviou R$ 36 bi ao MA em 2020; Dino afirma que é mentira
Yglésio quer reativação do hospital de campanha de SLZ
STF manda Bolsonaro pagar por leitos Covid-19 no Maranhão

COVID-19: Pacientes de Açailândia são transferidos por UTI aérea para São Luís

 

Com avanço da doença na cidade, sistema de saúde atingiu 100% de ocupação dos leitos de clínicos da UPA. Pacientes foram transferidos neste domingo para São Luís.

A Prefeitura de Açailândia informou na tarde desse domingo, 28, a transferência de cinco pacientes graves, acometidos por Covid-19, para a capital São Luís. Os pacientes foram transferidos por UTI aérea. 

“Agradecemos aqui, o trabalho do Governo do Estado e o apoio da Suzano e AVB pelo esforço neste momento que estamos passando. A parceria entre o público e o setor privado são de extrema importância para salvarmos vidas”, destacou o prefeito Aluísio Sousa. 

Com o avanço da doença na cidade, a ocupação de leitos clínicos atingiu 100% dos 19 leitos da UPA. Já no Hospital Municipal de Açailândia, HMA, a taxa de ocupação é de 89%.

A cidade conta com 5.059 casos confirmados, sendo 701 ativos, de acordo com boletim divulgado pela Secretaria Municipal de Saúde, Semus, neste domingo. 

sexta-feira, 26 de fevereiro de 2021

Imperatriz avança no combate à Covid-19

 

Iniciou nesta manhã de sexta-feira (26), no Centro de Convenções de Imperatriz a montagem do hospital de campanha para atendimento da Covid 19, fruto de uma parceria do Governo do Estado, Suzano Papel e Celulose e Associação Comercial e Industrial de Imperatriz- ACII.

Informações do Jornalista Domingos Cézar.

Com o avanço da pandemia prefeito Aluísio resolve endurecer medidas sanitárias no combate à Covid-19

 

O novo decreto municipal baixado pelo prefeito prevê uma espécie de “Toque de Recolher”, aonde fica limitado o funcionamento de bares, restaurantes e similares até o horário das 23:00hs. Fica proibido também a realização de shows, festas e funcionamento de casas noturnas. As academias  e escolas ficam limitadas a 50% da capacidade de funcionamento. Essas medidas visam evitar uma tomada de medidas ainda mais drásticas, como a decretação de um “LOCKDOWN”.

Com a saúde de Açailândia beirando a um “Colapso”, com quase 100% dos leitos já ocupados para tratamento da Covid-19 e o alto crescimento do número de novos casos positivados na cidade, o prefeito Aluísio resolveu na tarde de ontem, dia 25 baixar novo Decreto Municipal em que reforça a obrigatoriedade do uso de máscaras, a manutenção do distanciamento no funcionamento do comércio, empresas e indústrias, além de outras tantas restrições esquecidas pela população – as medidas visam evitar uma tomada de medidas ainda mais drásticas, como a decretação de um “LOCKDOWN”.

O novo decreto ainda determina que, a partir da data de publicação deste e durante sua vigência, as atividades a seguir deverão funcionar da seguinte forma:

I – Cultos, missas e locais para prática de qualquer credo ou religião: a) a livre realização de reuniões durante a semana, conforme autorização constante em alvará;

b) quando houver a realização de 02 (duas) ou mais reuniões ao dia, deverá ser respeitado o intervalo mínimo de 1h00 (uma) hora entre as reuniões e a higienização de todo o local com produto destinado a desinfetar o ambiente; c) as reuniões deverão ocorrer com a capacidade máxima de 50% (cinquenta por cento) de sua lotação.

II - Academias, centros de ginástica e estabelecimentos similares deverão funcionar com a capacidade máxima de 50% (cinquenta por cento) de sua lotação.

III – restaurantes, lanchonetes, bares, lojas de conveniência e similares: a) manter lotação máxima de 50% (cinquenta por cento) da capacidade do local; b) deverão respeitar a distância mínima entre as mesas de atendimento de 02 (dois) metros, além da disponibilização de álcool em gel em cada mesa.

A partir de hoje as escolas públicas e particulares também deverá obedecer novas regras, ficando essas instituições de ensino citadas funcionar obedecendo a capacidade máxima de até 50% (cinquenta por cento) dos alunos em sala de aula, quando ocorrem na modalidade presencial – a maioria das escolas já suspenderam suas aulas na data de hoje, para buscar até segunda-feira, dia 1º de março se adaptarem às novas regras.

O Artigo 6º baixado pelo prefeito Aluísio deixou dúvidas quanto ao funcionamento das repartições públicas, hoje, responsável por uma grande parcela no item aglomeração, pois apenas determinou que no âmbito do serviço público municipal que o atendimento ao público será definido pelo Secretário(a) da pasta, conforme peculiaridades das atividades que exercem – a dúvida fica por conta de muitos secretários municipais, a exceção do secretário de saúde, sequer tem conhecimento básicos de normas sanitárias do combate ao Covid-19, portanto não está apto a determinar o funcionamento do estabelecimento que dirige – aonde fica o comitê de gestão ao combate da doença?

quinta-feira, 25 de fevereiro de 2021

AÇAILÂNDIA: O que está por trás da FRAUDE EMERGENCIAL do vereador Ceará

Em meio a maior crise sanitária e econômica do país começam a surgir os políticos aproveitadores da miséria da população de muitos municípios espalhados por esse “Brasilzão” de meu Deus. O PL do vereador Ceará é estimado pela bagatela de mais de 7 milhões de reais – de onde tirar esse dinheiro?


Em Açailândia, o vereador Ceará, apoiado pela sua turma enfrentou um dos maiores vexames e protagonizou a tentativa de um nefasto golpe na câmara municipal, usurpando a presidência da casa e extinguindo o mandato legítimo de 09 vereadores – em tempos, pelo menos por enquanto, o STJ conteve essa sangria.

 

Como se não bastasse, o vereador autor de tantas peripécias agora tenta aplicar mais um golpe no eleitor, que nem ao menos se curou do último aplicado nas urnas – Ceará resolveu criar do nada, sem nenhum planejamento, sem cálculos financeiros, sem apresentar de qual rubrica sai o dinheiro e sem ao menos saber quem serão os supostos beneficiados, um tal AUXÍLIO EMERGENCIAL MUNICIPAL.

 

É falta de conhecimento ou fraude premeditada? Ou as duas coisas? Que tal se esse dinheiro saísse dos gordos salários dos vereadores?

 

A prefeitura de Açailândia, bem como todas as prefeituras do país enfrentam uma das maiores crises financeiras da história pública e consequentemente, isso atinge diretamente o seu povo.

 

Desde do início do ano, o prefeito Aluísio tem feito das tripas coração para cumprir com os compromissos que vão desde a continuação de obras essências nas ruas castigadas pelas fortes chuvas, até a manutenção e funcionamento do Hospital Municipal e UPA – mas principalmente manter em dias a inchada folha de pagamento do município – ao blog o prefeito Aluísio disse que todos os meses é preciso raspar o tacho pra poder pagar o servidor público.

 

Enfim, o que está por trás desta FRAUDE EMERGENCIAL do vereador Ceará é simplesmente desestabilizar um grupo de vereadores que lhes tiraram a mamata da presidência da Casa de Leis, pelo menos temporariamente, e. se vingar do prefeito Aluísio que segundo a vereadora Bernadete Mariquinha é o grande responsável por toda a confusão instalada na câmara de Açailândia. Ceará quer jogar essa batata quente no colo do “Gordinho”.

 

Ao que tudo indica os 07 vereadores que dão sustentação as peripécias do vereador Ceará irão aprovar o famoso PL sem ressalvas, pois tudo que vem do famoso comprador de disquetes, fitas VHS’s, centenas de quilos de açúcar e carradas de coca-cola 2 litros, os nobres edis só obedecem.

 

Cabe o outro lado, mesmo sob pressão, não aprovar essa FRAUDE EMERGENCIAL, pois trata-se apenas de um aproveitamento da fragilidade em que se encontra a população, e, impossível de se colocar em prática, criando mais uma expectativa junto ás famílias mais carente – em futuro bem próximo a população vai agradecer.

 

Cabe ao prefeito não sancionar tal peripécia, pois o mesmo tem a sua mesa os extratos da prefeitura e sabe que não tem condições financeiras para bancar esse tamanho aporte de dinheiro.

 

O blog de forma alguma é contra qualquer tipo de auxílio que venha a beneficiar a população mais carente, inclusive o Congresso Nacional está prestes a aprovar novas medidas que irão garantir por mais 04 meses, cerca de R$ 250,00 a R$ 300,00 à população mais carente – há inúmeras dificuldade para essa concessão, exatamente por não existir de onde tirar o dinheiro, imagina as quebradas prefeituras dos mais de 5 mil municípios do Brasil.

 

Auxílio Emergencial São Luis

 

Depois da Câmara de Vereadores aprovar o projeto de lei de Eduardo Braide, que cria o benefício, foi a vez do prefeito sancionar e dar mais um passo para que o Auxilio Municipal Emergencial – Carnaval de São Luís vire uma realidade.

 

O auxílio emergencial de São Luís irá beneficiar artistas e agremiações que foram prejudicados pela não realização do Carnaval, por conta da pandemia da Covid-19.

 

“Agora é Lei! Sancionei o Auxílio Municipal Emergencial para os nossos artistas e agremiações culturais. A nossa cultura sempre terá o nosso apoio e reconhecimento!”, afirmou Braide.

 

O próximo passo para a efetivação do benefício, que deve ocorrer nos próximos dias, será a criação, pela Secretaria Municipal de Cultura, de um edital com todos os critérios para o funcionamento do programa.

 

quarta-feira, 24 de fevereiro de 2021

Prefeito de Imperatriz endurece regras no combate a Covid-19. Açailândia registra 27 novos casos nas últimas 24 horas e o prefeito continua de braços cruzados.

 

Visando conter o avanço crescente do CORONAVÍRUS a grande maioria dos prefeitos começam a endurecer regras de distanciamento social em seus municípios. Seguindo direção contrária, e mesmo com o crescimento de casos, mesmo não havendo mais na cidade hospital de campanha, mesmo não havendo nenhuma UTI/Covid, além da UPA e Hospital Municipal lotados, o prefeito de Açailândia ainda não tomou nenhuma medida que possa conter o avanço da doença em Açailândia.

Utilizando as redes sociais como termômetro, percebe-se nitidamente que a população que elegeu o prefeito Aluísio para administrar o município pelos próximos 04 anos começa a perder a paciência e as cobranças começam a crescer.

A falta de atitude, pois o prefeito ainda ao menos nomeou seu secretariado, que dirás o seu segundo escalão, começa a colocar em dúvida todas as fichas que foram apostadas em um novo jeito de governar a cidade de Açailândia, sem conchavos, sem acordos escusos, ou seja,  o verdadeiro rompimento com a “Velha Política” – não é o que se viu nos primeiro dois meses de mandato do prefeito Aluísio.

Imperatriz

O prefeito Assis Ramos buscando preservar a vida dos seus munícipes resolveu decretar na cidade uma espécie de “toque de recolher e proibiu as atividades de aspecto coletivo como as desenvolvidas por bares, casas de shows e de demais eventos, clubes, áreas de lazer (comuns) em condomínios, padarias, delicatessen e restaurantes.

Esses estabelecimentos somente poderão funcionar com horário restrito até as 23:00h e com lotação de até 50% da capacidade máxima de ocupação prevista no alvará de proteção e prevenção contra incêndio ou documento similar, sendo que estes 50% não poderão representar, em todo caso, mais que 100 pessoas à título de lotação total.

O novo Decreto também regulamenta as atividades privadas em geral, sejam elas empresárias (tais como academias, cinemas, shopping e suas praças de alimentação, centros de compras e suas praças de alimentação, comércio em geral, etc.) ou não (entidades de classe, associações, igrejas e demais locais de culto, desportivas, etc.), somente poderão funcionar com lotação de até 50"% da capacidade máxima de ocupação prevista no alvará de proteção e prevenção contra incêndio ou documento similar.

Nas igrejas e demais locais de culto, além do critério de lotação descrito no artigo anterior e da recomendação para sejam as celebrações e reuniões realizadas em locais abertos, fica: I - proibido, do dia 23.02.2021, ao dia 10.03.2021,, o uso de instrumentos musicais de sopro; II - determinado que, durante as celebrações, reuniões, e cultos, sejam acomodados em alas (espaços) separados, idosos, jovens e crianças, e integrantes de demais grupos de risco, de modo a formar grupos específicos; III - reiterado ser vedada a reunião de pessoas de modo não ordenado na forma desse Decreto, a configurar aglomeração, sobretudo, em períodos que antecedem ou sucedem as celebrações, mesmo nas áreas externas aos templos.

No novo decreto o prefeito Assis Ramos suspendeu, até 10.03.2021, o ordinário funcionamento de órgãos e entidades públicas municipais, sobretudo, para atendimento, instantâneo, ao público.

Os gestores de cada pasta hão de regulamentar o trabalho remoto, sobretudo, para garantir a continuidade da ação administrativa e, em especial, o atendimento, agendado, ao público, notadamente, quanto a casos urgentes. Os serviços essenciais continuam mantidos.