quarta-feira, 5 de maio de 2021

CPI da Covid: Após Mandetta criticar desprezo do presidente pela ciência, hoje é vez de Teich

Depois de um primeiro dia dominado pelas declarações do ex-ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, a CPI da Covid ouve, a partir das 10h, o depoimento de seu sucessor no cargo, Nelson Teich.

O oncologista iria depor inicialmente ontem, mas a data foi alterada também após outro ex-titular da pasta durante a pandemia, Eduardo Pazuello, alegar ter tido contato com duas pessoas que testaram positivo para covid. O general será ouvido em 19 de maio.

Antes de ser questionado pelos senadores, Teich deverá fazer uma breve explanação sobre seu mandato de menos de um mês à frente da pasta. Minoria na CPI, os senadores governistas devem tentar minimizar o depoimento de Nelson Teich com base no pouco tempo que o médico ficou à frente da pasta.

O depoimento de Mandetta

Hoje crítico de Jair Bolsonaro (sem partido), Mandetta afirmou que o presidente contrariou orientações do Ministério da Saúde baseadas na ciência e adotou discurso negacionista que ajudaram na propagação da pandemia pelo país. Veja algumas de suas falas:

A sensação que eu tinha é que eu era o mensageiro da má notícia. Sabe quando você dá as notícias que você tem que dar, eu acho que lealdade é isso, você não deixar a pessoa dizer 'olha, não fui assessorada, não foi explicado'. Acabou gerando mais distanciamento [entre Bolsonaro e eu].

*

Esse ministro [Paulo] Guedes, era desonesto intelectualmente, uma coisa pequena, um homem pequeno para estar onde está. Ele não soube nem olhar para o calendário [de vacinação] para falar 'puxa, não tem vacina sendo comercializada no mundo...'. Eu só posso lamentar. O ministro da Economia não ajudou em nada, pelo contrário. Só ligava e falava 'já mandei o dinheiro, se virem, agora vamos tocar a economia.

*

Fui informado, após uma reunião, que era para subir para o terceiro andar porque tinha uma reunião de vários ministros e médicos. Vinham propor esse negócio de cloroquina que nunca eu havia conhecido, porque ele [Bolsonaro] tinha um assessoramento paralelo nesse dia.

*

Várias vezes, na reunião do Ministério [da Saúde], o filho do presidente, que é vereador no Rio de Janeiro [Carlos Bolsonaro (Republicanos)], estava sentado atrás, tomando as notas na reunião. Eles tinham constantemente reuniões com esses grupos dentro da presidência.

terça-feira, 4 de maio de 2021

Mandetta e Teich: CPI da Covid mira dois ex-ministros da Saúde

Após mais de 400 mil mortos em decorrência da infecção pelo novo coronavírus, a CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) da Covid criada no Senado para investigar ações e omissões do governo Jair Bolsonaro (sem partido) no decorrer da pandemia começa hoje com dois aguardados depoimentos: a de ex-ministros da Saúde do atual governo.

Crítico à atuação do governo no enfrentamento da pandemia, o ex-ministro Luiz Henrique Mandetta será o primeiro a depor a partir das 10h. Ele ocupou o cargo entre janeiro de 2019 e abril de 2020.

Ao longo da última semana, os senadores de oposição levantaram dados sobre a atuação do Ministério da Saúde e devem aproveitar as críticas de Mandetta em relação ao uso de medicamentos sem comprovação científica para o tratamento da covid, como ivermectina e hidroxicloroquina, para atacar o governo.

Já a tropa de choque governista, em minoria na CPI, só deve partir para a ofensiva caso Mandetta adote um tom incisivo contra Bolsonaro.

Depois dele, será a vez de seu sucessor na pasta, Nelson Teich, a partir das 14h. Antes de ser questionado pelos senadores, ele deverá fazer uma breve explanação sobre seu mandato.

saída do governo se deu por "desalinhamento" com o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) sobre a ampliação do uso da cloroquina e hidroxicloroquina, remédios sem comprovação científica para o tratamento do coronavírus.

A defesa que Bolsonaro faz do uso desses remédios deverá embasar os principais questionamentos de senadores da oposição a Teich — que também se colocou contra um o decreto de Bolsonaro que incluiu salões de beleza, barbearia e academias de ginástica entra as atividades consideradas essenciais no período da pandemia.

Minoria na CPI, os senadores governistas devem tentar minimizar o depoimento de Nelson Teich com base no pouco tempo que o médico ficou à frente da pasta.

Justamente pelo fato de os ex-ministros terem virado críticos de ações do governo federal nos últimos meses, senadores independentes e da oposição, que são maioria na CPI, vão procurar revelar e reforçar eventuais erros da gestão de Bolsonaro por meio de suas falas ao colegiado.

sexta-feira, 30 de abril de 2021

Em Açailândia alunos retornarão às aulas na forma híbrida (Semipresencial).

 A data marcada para o retorno é nesta próxima segunda-feira, dia 03 de maio e obedecerá a regras rígidas de segurança e medidas sanitárias.
Secretaria de Educação Karla Nascimento, em reunião com gestores, traçando estratégias para o retorno às aulas.

A Secretaria Municipal de Educação obedecendo ao planejamento de retorno as aulas para a próxima segunda-feira, dia 03, enviou a todos os gestores da rede pública de ensino uma série de recomendações e medidas como a rotina e limpeza da escola e verificação do estado de saúde dos alunos, monitorando-os diariamente de forma a garantir a segurança do alunado, bem como de todos os profissionais envolvidos na educação de Açailândia.

O sistema utilizado para o retorno às aulas será em forma híbrida, onde haverá em espécie de rodízio, objetivando evitar qualquer tipo de aglomeração. As salas de aulas serão ocupadas pelo menor número possível de alunos, ou seja, em uma semana uma turma de alunos assistirá suas aulas de forma presencial em três dias da semana e na semana seguinte duas vezes na semana e os dias em que os alunos estiverem fora da sala de aula, estes desenvolverão atividades remotas em casa.

Nesse primeiro momento a educação Infantil não retornará as aulas e as crianças permanecerão estudando de forma remota.

A secretária Karla Nascimento fez questão de destacar a importância de verificar os grupos planejados e organizar todo o processo, contactando os pais e alunos para garantir que todos retornem no tempo indicado para cada um.

A modalidade EJA- Educação de Jovens e Adultos funcionará de forma presencial devido ao quantitativo de alunos assegurar o distanciamento nas salas de aula.

Protocolo de retorno às aulas

• No retorno das atividades, é necessário garantir a eficiência no distanciamento social;

• Nos casos de estudantes da Educação Especial, com doenças crônicas (doenças cardiovasculares, hipertensão, diabetes, câncer, doenças respiratórias, crônicas e cerebrovasculares) comprovadas, não devem retornar às atividades presenciais sem autorização médica; (grifo nosso);

• Em cumprimento às medidas de prevenção e combate à Covid-19, o distanciamento social deverá ser cumprido em todos os ambientes da escola. Nesse sentido, compete à Gestão Escolar realizar a demarcação de espaços, sinalização para organização de filas e organização do rodízio de estudantes;

• A escola deverá proceder na organização das salas, obedecendo o distanciamento ideal, no qual as carteiras devem ocupar uma área de 1m²;

• Para tanto, deve ser evitado o transporte de estudantes que apresentarem o menor indício de quadro infeccioso, seja febre, manifestações de insuficiência respiratória, diarreia, entre outras;

• Os alunos que tiveram sua temperatura aferida ao entrarem no ônibus não haverá necessidade de nova aferição;

• Para evitar aglomerações e garantir a limpeza da escola, o horário de saída foi alterado. Recomenda-se que o lanche seja servido na sala de aula, e o horário destinado à recreação seja descontado no início do horário, isto é, as aulas terão início e término conforme disposto: matutino, das 07:30 horas às 10:50 horas e no vespertino das 13:30 horas às 16:50 horas. A EJA inicia as 19 horas e finaliza as 21:20 horas, o lanche deverá ser servido no início das aulas. • Os profissionais da área de risco que apresentam comprovação e gestantes devem trabalhar remotamente;

• Estudantes com graves comorbidades deverão participar exclusivamente das atividades remotas;

A Secretaria de Educação enviou ainda às escolas o protocolo, a cartilha e o documento emitido pelo RH que trata dos profissionais da área de risco.

Brasil chega à marca de 400 mil mortos, e perspectiva é chegar aos 500 mil

A pandemia do coronavírus é uma tragédia planetária. No Brasil, o vírus produziria cadáveres em qualquer circunstância. Mas nenhum país chega à marca de mais de 400 mil mortos por acaso.

"Há método na insanidade brasileira. O país parece ter feito uma opção preferencial pelo erro. Bolsonaro, porém, declarou na terça-feira, em frente ao Palácio da Alvorada: 'Eu não errei em nada'. Algo de muito errado acontece quanto um administrador público acha que está sempre certo", comenta o colunista.

Para o presidente, a pandemia era uma 'gripezinha' que estava no 'finzinho'. E a segunda onda não passava de 'conversinha'"

Josias de Souza

Em função desse negacionismo, o Brasil convive com dois flagelos: a escassez de vacinas e o excesso de cloroquina. Imaginou-se que a livre circulação do vírus conduziria à imunidade coletiva. O que se verificou foi o surgimento de uma nova cepa do vírus, mais letal do que a primeira.

quinta-feira, 29 de abril de 2021

Cinco vereadores de Açailândia podem ser afastados do cargo.

 

O Processo Civil de Improbidade Administrativa pede o afastamento imediato dos ocupantes do cargo público.

O despacho assinado pelo Juiz de Direito Titular da Fazenda Pública da Comarca de Açailândia, José Pereira Lima Filho, datado de 08 de fevereiro, sobre o processo nº 0800749-30.2021.8.10.0022, deu o prazo de 10 dias para que os vereadores Josibeliano Chagas Farias “O Ceará”, Marcelo Oliveira “O Doador”, Xanddy Sampaio “O Cearazinho”, Bernadete Mariquinha e Adriano da Saúde, apresentem suas defesas.

No despacho, o juiz busca respeitar o princípio do contraditório, antes do exame do pedido da promotoria, ou seja, o afastamento imediato dos cinco vereadores.

Esse prazo já venceu, portanto, a qualquer momento os nobres edis podem ser afastados do cargo conquistado com o voto popular, no dia 15 de novembro de 2020.

Decisão do STJ frustra aliados políticos do vereador Ceará

 

O Agravo de Instrumento SLS 2883, estava previsto para julgamento na noite de ontem, dia 28 de abril, mas por volta das 00:00hs foi retirado de pauta.

As redes sociais foram invadidas durante todo o dia de ontem, dia 28, por pseudos renomados juristas, que já davam como certo um placar de 11 x 4 favorável ao retorno do vereador Ceará ao comando da Câmara – o interessante é que o julgamento só estaria previsto para acontecer a partir das 00:00hs, no entanto, esse pessoal já tinha o resultado na ponta da língua, ou melhor, na ponta do dedo para as postagens em grupos de WattsApp.

Do outro lado, que podemos chamar de “Grupo dos 9” surgiu um contraponto interessante sobre o resultado do referido Agravo de Instrumento - um outro resultado - este propagado amplamente pelo o advogado Antônio Borges Neto, em uma emissora de rádio e replicado pelos apoiadores do atual presidente Feliberg Melo nas redes sociais – o placar antecipado seria de goleada 15 x 0.

Aliados do vereador Ceará passaram a noite curtindo, ao som de boa música e cerveja gelada, a vitória antecipada, mas que retirado de pauta para julgamento no STJ, e, agora terão que aguardar as cenas dos próximos capítulos pra saber qual será o final dessa famigerada novela mexicana chamada Câmara Municipal de Açailândia.

Com a decisão frustrante ficou a ressaca nas redes sociais, de gozações e até ameaças dos lados mais diferentes – um verdadeiro “APARTHEID” legislativo na cidade de Açailândia – a guerra dos 9 contra os 8.

Façam suas apostas!

Agora não vale partir para agressão.

Simples assim!!!

quarta-feira, 28 de abril de 2021

Como a CPI da Covid pretende garantir a presença de Pazuello e outros governistas investigados?

Um dos principais acontecimentos políticos em meio à pandemia, a CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) da Covid adotou uma estratégia para garantir a presença do ex-ministro da Saúde, general Eduardo Pazuello, o atual, Marcelo Queiroga, e outros investigados governistas: eles serão convocados como testemunhas.

O general Pazuello é considerado um dos principais alvos da comissão, que tem o objetivo de investigar ações e omissões da gestão federal na pandemia — como o atraso na compra de vacinas e a falta de oxigênio em Manaus em janeiro —, além de repasses de verbas da União para estados e municípios.

A oposição e os senadores considerados independentes, que formam a maioria na comissão parlamentar de inquérito, se atentaram ao fato de que existem jurisprudências, do STF (Supremo Tribunal Federal) e do STJ (Superior Tribunal de Justiça), que liberam investigados de depor em CPI. O entendimento judicial se baseia no "direito constitucional ao silêncio".

Desta forma, como testemunha, o depoente é obrigado a comparecer e a falar a verdade ao colegiado, explica hoje no UOL o repórter Lucas Valença. A utilização do termo muda o panorama da comissão. Governistas ou ex-membros do governo que tiverem de depor terão de responder as mesmas perguntas às quais seriam submetidos caso fossem convocados como investigados.

A apuração da CPI pode embasar uma eventual responsabilização de Bolsonaro e de integrantes do governo.

terça-feira, 27 de abril de 2021

Virada de Araraquara? Como testagem comunitária e análise de esgoto têm ajudado a frear pandemia

Quando foi decretado o lockdown de dez dias em Araraquara em 21 de fevereiro, a cidade apresentava 100% de lotação hospitalar e explosão no número de mortes causadas pela covid-19.

Na primeira semana de março, chegou a 42 óbitos em sete dias. Na primeira semana de março, chegou a 42 óbitos em sete dias. Na semana passada, foram nove.

Hoje no UOL, o repórter Lucas Borges Teixeira explica as medidas tomadas pela administração municipal para frear o avanço da pandemia do novo coronavírus.

A gestão do prefeito Edinho Silva (PT) tem focado em rastrear a transmissão do vírus para tentar manter a melhora nos indicadores da pandemia de covid-19 em meio à reabertura econômica. Para isso, está investindo em grupos de testes comunitários, rastreamento de surtos em estabelecimentos comerciais e até mapeamento do esgoto.

A ocupação de leitos na região continua preocupante (94%), mas, segundo a prefeitura, 53% dos internados são de outras cidades.

sexta-feira, 23 de abril de 2021

Ação do Dia Nacional de Prevenção e Combate à Hipertensão Arterial

A Policlínica de Açailândia convida a população para uma *Ação do Dia Nacional de Prevenção e Combate à Hipertensão Arterial *, que acontecerá no dia 26 de Abril (Segunda-feira). A partir das 7e30h até as 11e30h. 

Teremos Aferição de Pressão e o teste de Glicemia realizado pela equipe Multiprofissional da Policlínica. 

Endereço: Rua Bom Jesus, N490 - Centro

IPTU 2021: Prefeitura de Açailândia prorroga prazo de pagamento e lança plano com descontos de até 30%.

Em virtude do impacto financeiro provocado pela pandemia do coronavírus fez com que a Prefeitura de Açailândia tomasse medidas econômicas para minimizar as consequências deste surto e beneficie moradores. Sendo assim, o pagamento do IPTU 2021 teve seus prazos alterados no calendário fiscal 2021 sob o Decreto Municipal nº 63, de 30 de março de 2021.

Veja como ficou

O pagamento do IPTU 2021 fica prorrogado o calendário fiscal.  A data de vencimento da cota única, para o dia 30 (trinta) de junho de 2021. Com as seguintes opções de pagamento:

          Para o pagamento em cota única será concedido o desconto de 30% (trinta por cento), caso o pagamento em cota única ocorra até o dia 30 de junho de 2021;

          20% (vinte por cento), caso o pagamento em cota única ocorra até o dia 30 de julho de 2021;

          10% (dez por cento), caso o pagamento em cota única ocorra até o dia 30 de agosto de 2021.

Vale destacar que não haverá descontos para quem optar pelo parcelamento do tributo. O contribuinte que não efetuar o pagamento em cota única até a data do vencimento estabelecida, poderá fazê-lo em dez parcelas consecutivas, com os acrescidos legais.

O contribuinte que optar pelo parcelamento do IPTU terá como vencimento da primeira parcela o dia 30 (trinta), sendo que as demais parcelas serão subsequentes até o dia 30 (dez) de cada mês.

Segundo o prefeito de Açailândia, Aluísio Sousa, a reorganização do pagamento é importante, para dar tempo necessário dos munícipes de Açailândia se reerguerem financeiramente.

“Tenho acompanhado de perto, junto às minhas equipes da Saúde, Administração, Fazenda e Finanças, quais os impactos da pandemia da Covid-19 na nossa cidade. Como persiste a situação de emergência em saúde pública, decidimos ampliar o prazo para que proprietários de imóveis tenham tempo para se reorganizar financeiramente, e possam pagar seus impostos sem prejuízos”.

O superintendente de Receita Tributária, José Francisco da Cunha Melo, destaca que quanto ao IPTU 2021, quem realizar o pagamento em cota única até 30 de junho terá direito ao desconto de 30%.

Há ainda quem queira as outras opções com descontos ou parcelamento.  “O prefeito levando em consideração a pandemia em todo o Brasil, não só em Açailândia, solicitou um planejamento para prorrogação do IPTU.

Estamos divulgando estas medidas para que o açailandense se planeje e saiba que a prefeitura está ao lado do morador, pois compartilha com ele o empenho de concretizar projetos para a cidade", ressalta.

José Francisco explica também que, pensando na segurança e bem-estar da população e a fim de limitar o contágio ao novo coronavírus, será possível também emitir a guia para pagamento por meio do site da Prefeitura de Açailândia www.acailandia.ma.gov.br.

Com informações da ASCOM