quarta-feira, 20 de dezembro de 2023

PIB do Brasil supera o do Canadá, diz FMI; no rumo, mas ainda não o ideal

 

Haddad fala a jornalistas sobre a reforma tributária em 8 de novembro; para Josias de Souza, reforma tem muitos defeitos, mas é muito melhor que o sistema atual
Haddad fala a jornalistas sobre a reforma tributária em 8 de novembro; para Josias de Souza, reforma tem muitos defeitos, mas é muito melhor que o sistema atual
Diogo Zacarias/MF
 
  
PIB do Brasil supera o do Canadá, diz FMI; no rumo, mas ainda não o ideal
Roger Modkovski

O Brasil passou da 10ª para a 9ª posição entre as maiores economias do mundo, segundo os relatórios mais recentes do World Economic Outlook, do Fundo Monetário Internacional. O país teve Produto Interno Bruto (PIB) estimado em US$ 2,13 trilhões em 2023, superando o Canadá, que teve US$ 2,12 trilhões.

Para Josias de Souza, os dados mostram que o Brasil retomou um caminho adequado de crescimento, mas ainda "longe do ideal", apesar dos esforços corretos do ministro da Fazenda, Fernando Haddad.

Leonardo Sakamoto também celebra o resultado, mas chama a atenção para um problema central e persistente: o da desigualdade, que faz com que o crescimento beneficie poucos. Para ele, o PIB tem que crescer, mas "tem que garantir prazer a todos".

Josias de SouzaBrasil é 9ª economia: Paramos de cavar; fomos à borda do buraco

Leonardo SakamotoSacanagem: PIB do Brasil cresce, é 9º do mundo, mas dá prazer a poucos

Mariana LondresBrasil fica mais perto de ter juros de 8% em 2024 após mudança nos EUA

Nenhum comentário: