quinta-feira, 3 de setembro de 2015

Lutadora que imobilizou assaltante vai representar o MA no MMA em São Paulo

fotoA lutadora de Jiu Jitsu, Monique Bastos, que imobilizou uma ladrão na cidade de Açailândia, foi alvo de notícias internacionais.

Ela revelou que esta foi a segunda vez que acabou sendo assaltada. Na primeira ainda salvou o celular e conseguiu também imobilizar o assaltante.

Nesta segunda vez, na noite de terça-feira, levou sorte novamente. Deu um mata leão e uma chave de triângulo no bandido que estava acompanhando do homem  que levou seu aparelho celular nas proximidades da academia.

Monique vai representar o Maranhão no dia 8 de outubro próximo em campeonato de MMA, na cidade de São Paulo. O bandido que tentou assaltar a lutadora e levou azar, é da cidade de Caxias e tem várias passagens pela polícia, desde quando era menor de idade.

terça-feira, 1 de setembro de 2015

Juscelino quer transformar Açailândia na “República das Pedreiras” e pode levar a cidade a um colapso financeiro

O lixo já tomou conta da cidade, antigos credores do prefeito em exercício não param de chegar na cidade, servidores de confiança estão sendo importados de outras cidades e, caso não cumpra com pelo menos manter os salários em dias, Juscelino pode ficar conhecido como o único prefeito da última década a atrasar o pagamento de servidores públicos.

Posse-1_thumb[12]

Em menos de dois meses à frente da prefeitura de Açailândia, o prefeito em exercício Juscelino Oliveira tem atraído um grupo de velhos amigos, que a cidade mais parece um dos verdadeiros eldorados vividos em épocas passadas, muito parecidos com aqueles pelo qual passou a cidade como aconteceu na abertura da BR-010 e a criação da Vila pertencente ao Município de Imperatriz – Grandes caravanas na paravam de chegar atraídos pela madeira farta – Vinha gente dos lugares mais distantes do país e até do exterior.

Logo que Juscelino assumiu o Município, em 20 de julho, verdadeiras caravanas vindas da cidade de Pedreiras, começaram a desembarcar na cidade de Açailândia – A rede hoteleira praticamente dobrou as suas perspectivas de faturamento – Alguns hotéis estão praticamente lotados de predreirenses – Os conterrâneos e amigos de Juscelino dos tempos de farras nos cabarés da cidade de João do Vale estão tomando conta da cidade.

Antigos Credores

Vista por um monte de aproveitadores como uma verdadeira “Serra Pelada” no auge das pepitas gigantes, a prefeitura de Açailândia sob o comando de Juscelino, também atraiu nesses dias, uma “Ruma” de credores que viram nesse momento oportuno a possibilidade de receber suas antigas dívidas que podem ter sido contraídas pelo prefeito em exercício nas suas últimas duas fracassadas campanhas para deputado estadual.

Salários atrasados

Acostumados a receber seus salários até de forma adiantada na gestão da prefeita Gleide Santos, os servidores públicos já estão com as “barbas de molho”, pois já entramos no mês de setembro e nada da cor do dinheirinho suado entrar nas contas dos trabalhadores, referente ao mês de agosto.

Sem falar que a primeira parcela do 13º salário que deveria acontecer no dia 20 de julho passado também não aconteceu. Pra piorar, o Blog tomou conhecimento que não existe nenhuma estratégia traçada para o pagamento da totalidade do 13º no final do ano, haja vista, não haver caixa para o cumprimento desse compromisso – Só Deus, o prefeito em exercício e os apaniguados podem saber onde foi parar toda essa dinheirama. Juscelino, caso não cumpra com pelo menos manter os salários em dias, pode ficar conhecido como o único prefeito da última década a atrasar o pagamento de servidores públicos. A esperança é que o famoso 5º último dia útil do mês subsequente ainda não chegou.

Lixo

Por último a atual gestão sem nenhum comprometimento com a população parou com a coleta de lixo há mais de duas semanas – A cidade se transformou em um verdadeiro lixão – A fedentina tomou conta de Açailândia.

As desculpas esfarrapadas da assessoria do prefeito em exercício, acreditem, é culpa da lei 8.666 (Lei das Licitações), que primeiro quiseram fazer a população acreditar que é uma lei do calote, e, por último, mudaram totalmente o texto da lei para justificar a incompetência de administrar uma cidade do porte de Açailândia.

Uma pergunta não pode calar: “QUEM VAI PAGAR TODAS ESSAS CONTAS”?

Morte de ambientalista no Maranhão é denunciada à OEA

Raimundo dos Santos Rodrigues denunciava ação de madeireiros ilegais dentro Reserva Biológica do Gurupi desde 2012

O assassinato do ambientalista e conselheiro da Reserva Biológica do Gurupi, Raimundo dos Santos Rodrigues, foi denunciado à Organização dos Estados Americanos (OEA) nesta segunda-feira, 31, pela ONG Justiça Global. Raimundo foi morto em uma emboscada, a tiros e golpes de facão, na estrada que liga as cidades de Bom Jardim a Buriticupu, no Maranhão. Sua esposa ficou gravemente ferida no atentado. Desde 2012, ele vinha denunciando a ação de madeireiros ilegais na região, o que o tornou alvo de constantes ameaças. Tanto que os madeireiros teriam elaborado uma lista com o nome do conselheiro e de outras pessoas marcadas para morrer.

As ameaças contra a vida de Raimundo já haviam sido comunicadas à Ouvidoria Nacional Agrária, mas nada foi feito. A Justiça Global manifestou à OEA sua preocupação com a segurança e a vida dos outros conselheiros da ReBio do Gurupi e com os moradores da Comunidade Brejinho das Onças, localizada no interior da reserva, onde Raimundo vivia com a sua família. Além do conflito com os madeireiros, a comunidade sofre também com a perseguição de um latifundiário, ligado a políticos locais.

Em julho deste ano, o Ibama apreendeu e incendiou caminhões que eram utilizados para extrair madeira ilegal do interior da ReBio. A Reserva está conectada com as Terras Indígenas Alto Turiaçú, Awá e Carú. Juntas, formam um mosaico que representa o que resta de floresta amazônica no Maranhão. Em abril, o agente indígena de saneamento Eusébio Ka’apor foi assassinado com um tiro nas costas, na mesma região. De acordo com informações, ele teria sido vitimado por madeireiros contrários às ações de autofiscalização e vigilância territorial dos indígenas contra a exploração ilegal de madeira na Terra Indígena Alto Turiaçu.

Apesar de ser uma reserva ambiental, a ReBio do Gurupi não conta com uma proteção efetiva dos órgãos federais. O informe foi enviado para as relatorias da OEA de Execuções Sumárias, Defensores de Direitos Humanos e de Direitos Econômicos, Sociais e Culturais.

sexta-feira, 28 de agosto de 2015

Golpe Político: Juscelino rateia a máquina pública com vereadores e autores de denúncias que culminaram com a cassação da prefeita de Açailândia Gleide Santos.

juscelino (1)

Um fato escandaloso e no mínimo inusitado tem marcado a história política de Açailândia nos últimos dias, confundindo a população que hoje não consegue distinguir o poder legislativo do poder executivo – Claro que os poderes são “Harmônicos”, mas também deveriam ser “Independentes”, no entanto na cidade do ferro, a coisa tomou proporções escabrosas, pois após vereadores orquestrarem e cassarem o mandato legítimo da prefeita Gleide Santos, o legislativo municipal passou, “curiosamente” a ocupar os cargos mais importantes da máquina administrativa municipal – E não foram somente os vereadores que foram agraciados com pastas importantes da máquina administrativa - Os autores das denúncias também levaram uma fatia considerável no rateio do governo.

A pasta da saúde, com o aval do deputado estadual Marco Aurélio (PCdoB) fiel escudeiro de Juscelino, ficou o vereador de mesmo nome e mesmo partido, o bioquímico Marco Aurélio, que é de conhecimento de toda a sociedade, proprietário de uma distribuidora de medicamentos – A distribuidora que dificilmente em sua razão social está no nome do vereador é administrada pelo hoje diretor do Hospital Municipal, mas isso é assunto para outra matéria investigativa.

A Ação Social pasta que na gestão petista tem recebido um montante expressivo de recursos ficou com a também vereadora Fátima Camelo (PSDB) e em uma ardilosa trama a também vereadora Diomar Freire assumiu a Assessoria especial do prefeito em exercício – A assessoria possui “status” e salários idênticos aos de secretários de governo.

A Secretaria de Infraestrutura e Urbanismos de Açailândia apesar de ter como titular um senhor de prenome Edivaldo, quem manda mesmo na pasta é o vereador Aluísio Silva Sousa, principal articulador da cassação da prefeita Gleide Santos – Aluísio foi o responsável em angariar os votos que restavam para cassação, haja vista que, somente 10 vereadores, dentre eles 09 que foram denunciados por Gleide de propinagem, não eram suficientes.

A educação ficou sob o comando da professora Maíza, que curiosamente é tia dos vereadores Carlinhos do Fórum e Márcio Aníbal, além de mãe do ex-candidato a deputado estadual Sérgio Vieira, inimigo declarado de Gleide e outro grande articulador da cassação do seu mandato – Sérgio Vieira chegou a assumir interinamente a Procuradoria Geral do Município sob o comando de Juscelino.

O Distrito Industrial de Pequiá “Galinha dos Ovos de Ouro” de muitos políticos açailandenses, na hora da divisão do bolo gerou uma confusão generalizada, mas assim como se acaba a briga de criancinhas com a distribuição de balinhas, o Pequiá ficou dividido ao meio entre os vereadores Cenela e Professor Pedro, esse último relator da CPI que cassou o mandato da prefeita Gleide Santos e curiosamente, no mesmo dia em que foi protocolado a denúncia já antecipava seu relatório e anunciava a cassação de Gleide, em redes sociais. O Distrito Industrial de Pequiá hoje possui um dos maiores colégios eleitorais do Município, com mais de 7 mil eleitores, ou seja, 10% do eleitorado de toda a cidade de Açailândia.

Outros diversos setores da máquina pública também foram fatiados e entregues em bandeja de ouro aos nobres edis responsável por toda trama, mas isso foi sempre parte do acordo.

Denunciantes

A pasta do meio ambiente foi dada de presente ao blogueiro Sininger Vidal, como parte de um acordo entre Juscelino e o Secretário de Estado Simplício Araújo, deixando também as digitais do governador Flávio Dino no processo de cassação de Gleide Santos – Sininger também foi o autor das denúncias que afastou a prefeita Gleide Santos em junho deste ano – Por conta de uma decisão do STF Gleide Santos retornou ao cargo 30 dias depois.

A Secretaria de Indústria, Comércio e Turismo foi entregue ao farmacêutico Cleones da Drogaria Americana, responsável pela assinatura da denúncia da primeira CPI instalada contra Gleide Santos na Câmara de Açailândia – A denúncia não prosperou e foi arquivada, mas o conhecido “KEL” não foi esquecido na hora do rateamento da máquina.

Ainda na Educação há quem diga a “bocas miúdas” que a segunda na linha de autoridade na pasta foi entregue a esposa do denunciante que culminou com a instalação de uma CPI e posteriormente, em 20 de julho, da cassação da prefeita Gleide Santos, mas isso é fato ainda não comprovado.

Feito todo o rateio, o principal interessado em uma gestão pública de qualidade, a POPULAÇÃO, acabou sendo esquecida – Prevaleceram os interesses pessoais.

Com provas incontestes ficou então muito claro que a cassação da prefeita Gleide Santos não passou de uma grande e ardilosa manobra política, cabe então a justiça desmanchar todo esse esquema anulando o ato administrativo da câmara, dando a quem de direito foi eleita pelo voto popular, ou então, lava-se as mãos, a exemplo de Pôncios Pilatos.

O perigo é que em Açailândia, caso esse golpe prevaleça, abriremos um precedente muito perigoso, onde bastará à maioria de uma câmara não gostar do prefeito, incitar a população a apresentar denúncias como aconteceu no Município, fatos registrados em atas da câmara nas sessões, e simplesmente cassar o prefeito ou prefeita no mandato.

quinta-feira, 27 de agosto de 2015

Câmara de Açailândia tem campeões de diárias pagas com dinheiro público.

image

A farra das diárias ocorreu principalmente nas legislaturas 2011/2012, quando o vereador Aluísio Sousa (PSDB) foi presidente da câmara de Açailândia - os campeoníssimos da farra com o dinheiro público foram os vereadores Canela (PSB), Marquinhos (PCdoB), Márcio Aníbal (SD) e o próprio presidente Aluísio Sousa (PSDB).

Além dos salários recebidos mensalmente – que hoje ultrapassam a casa dos R$ 12.000,00 – os vereadores ainda possuem as chamadas cotas para combustível, aluguel de carro, telefone, assessores e as famosas diárias que são responsáveis por engordar mensalmente os salários dos parlamentares.

Esse noticioso teve acesso, somente a uma pequena parte da prestação de contas do então presidente Aluísio Sousa, mas já deu pra constatar que os grandes campeões das diárias parlamentares são os vereadores Canela, Marquinhos, Márcio Aníbal e o seu presidente na legislatura 2011/2012, Aluísio Sousa.

No relatório pudemos colher a “ponta do iceberg” da farra das diárias ocorridas no período em questão, e, somente em 2012, o vereador Canela (PSB) recebeu de diárias da câmara de Açailândia valor na ordem de R$ 8.120,00 conforme as datas descritas:

- Dia 24/01/2012 – R$ 2.320,00 (Dois Mil, Trezentos e Vinte Reais);

- Dia 27/04/2012 – R$ 1.160,00 (Hum Mil, Cento e Sessenta Reais);

- Dia 03/07/2012 – R$ 2.320,00 (Dois Mil, Trezentos e Vinte Reais);

- Dia 19/09/2012 – R$ 2.320,00 (Dois Mil, Trezentos e Vinte Reais).

O curioso são as coincidências de valores, haja vista, que as diárias são reposições de gastos efetuados antecipadamente com alimentação e estadias, mas isso em viagem a serviço da população. Estes são pagamentos apenas ao vereador Canela, existem outros tantos pagamentos a outros parlamentares que deverão ser objeto de novas denúncias.

Uma filtragem feita por este noticioso a partir das justificativas dos vereadores onde existe portal da transparência, mostra que a maioria das viagens foi motivada por cursos, o que engloba congressos, seminários e eventos semelhantes. Temas comuns do cotidiano, como segurança, saúde e educação, justificam outras viagens. O que a população de Açailândia nunca viu foram resultados das referidas viagens dos parlamentares a trabalho, quase todas para a capital do Estado.

A Lei 8.112/90, que dispõe sobre o regime jurídico dos servidores públicos civis da União, das autarquias e das fundações públicas federais, prevê diárias a vereadores, no entanto, as praticadas no exercício do mandato de presidente do vereador Aluísio Sousa fere vários princípios da Administração Pública e precisa ser investigado pelo Ministério Público que lutou tanto pela aprovação da chamada PEC 37.

É importante salientar que, de acordo com as orientações dos Tribunais de Contas Estaduais – TCE’s, o uso da verba com viagens precisa qualificar servidores e agentes políticos para que seja cumprido o fim dessas diárias, como também a justificação dessas viagens, precisam ser pautadas no princípio da razoabilidade.

Os Tribunais de Contas tem trabalhado, internamente, para aprimorar a fiscalização de diárias e o ressarcimento aos entes públicos sob sua jurisdição e melhores ferramentas de gerenciamento e controle estão sendo desenvolvidas neste sentido, diante disso têm crescido de forma estratosférica o número de contas de gestores públicos com pareceres técnicos para a desaprovação, na sua grande maioria, as contas de ex-presidentes de câmara – As contas de Aluísio Sousa, em meio à tantas diárias, inclusive para si próprio, deverá ter o mesmo destino.

Cabe ao eleitor e a sociedade, através de Instituições como o Ministério Público do Estado do Maranhão cobrar a devolução das diárias que porventura estejam irregulares e não somente, apreciando as contas do vereador Aluísio na legislatura 2011/2012, mas também, de outras legislaturas.

Juscelino Oliveira não paga primeira parcela do 13º Salário e ainda pode comprometer todo o benefício do servidor público.

Como o atual gestor não vem fazendo caixa para pagamento do 13º do servidor público, ao final do ano a classe pode enfrentar dias turbulentos para cumprir com os compromissos do Natal e Ano Novo.

Posse-1

Os servidores públicos de Açailândia, em meio a instabilidade política vivida nos últimos meses, começa a colocar as “barbas de molho” com relação a um possível atraso de salários, haja vista que, antes do afastamento da prefeita eleita pelo voto popular, Gleide Lima Santos (PMDB), os servidores da educação já haviam percebido a 1ª parcela do 13º salário de forma adiantada, no entanto, os demais servidores ainda não viram a cor do seu rico dinheirinho.

Diferente dos servidores celetistas que possuem direito adquirido de receber a 1ª parcela do 13º salário em fevereiro do ano em curso e a 2ª até o mês de novembro, os servidores públicos têm como regra receber a 1ª até o dia 20 de julho, com base no salário de junho; e a 2ª em dezembro, com base no salário de novembro.

O mês de julho já se foi e estamos quase no final de agosto e a 1ª parcela do 13º salário dos servidores públicos de Açailândia ainda não foi pago - Isso por si só se justifica a apreensão da categoria – Enquanto isso o sindicato representado por Maria da Paz Reina, hoje aliada de primeira hora do atual gestor com direito a cargos para parentes, dantes inimiga declarada da prefeita afastada, permanece em “berço esplêndido”, e o servidor que se exploda.

Vale a pena lembrar que a grande marca da prefeita afastada Gleide Lima Santos foi pagar o servidor público em dia, muitas das vezes esse pagamento aconteceu de forma antecipada – o 13º salário dos servidores públicos de Açailândia sempre foi prioridade da gestora. O que se espera do atual gestor é que se cumpra a lei e o pagamento dos servidores não voltem ao caos encontrado por Gleide em 2003, quando assumiu pelo período de 09 meses e o Município e foi obrigada a pagar salários que se encontravam atrasados por três meses, assim como, a falta do pagamento do 13º salário – O servidor público de Açailândia não atura mais esse tipo de prática por qualquer que seja o gestor público.

Ressaltamos ainda que, na gestão da prefeita Gleide santos, seus técnicos usavam da estratégia de efetuar mês a mês depósitos em uma conta específica como forma de garantir os recursos para pagamento do 13º Salário – Para os que já haviam recebido de forma antecipada a primeira parcela, então recebiam a segunda, enquanto que o restante dos servidores públicos recebiam o valor integral entre os dias 20 a 25 de dezembro.

A estratégia administrativa foi criada em virtude de que no final do ano todos os Municípios têm como obrigatoriedade o pagamento de duas folhas, e, qualquer gestor que não colocar essa estratégia em prática jamais pagará o 13º salário dentro do ano.

Como o prefeito em exercício não vem fazendo nem mesmo o dever de casa, essa estratégia administrativa, em hipótese alguma, está sendo colocada em prática. Significa dizer que, mesmo com o retorno da prefeita Gleide Santos ao comando do Município que sempre garantiu o pagamento em dia e até mesmo de forma antecipada desse benefício, os servidores públicos poderão enfrentar dias turbulentos ao final deste ano de 2015.

Em tempo

Sobre a primeira parcela do décimo terceiro vale a pena alertar ao servidor público que, não incidem imposto de renda ou recolhimento para a Previdência e só serão cobrados sobre a segunda parcela do benefício.

Têm direito ao décimo terceiro salário os trabalhadores do serviço público e da iniciativa privada, urbano ou rural, avulso e doméstico, bem como os aposentados e pensionistas do INSS. Não têm direito quem recebe amparo previdenciário do trabalhador rural, renda mensal vitalícia, amparo assistencial ao idoso e a pessoa com deficiência, auxílio suplementar por acidente de trabalho, pensão mensal vitalícia, abono de permanência em serviço, vantagem do servidor aposentado por autarquia empregadora e salário-família.

quarta-feira, 26 de agosto de 2015

Juscelino Oliveira é um prefeito “Periquito”

jsucelin jornalQuem não conhece o dito popular: “Papagaio come milho, periquito leva fama”? Com certeza até as criancinhas já ouviram na escola! Pois é que está acontecendo no governo provisório do prefeito em exercício Juscelino Oliveira.

Arquitetou tudo e conseguiu finalmente entrar pela janela e assumiu o comando do Município de Açailândia, no entanto, a usura exacerbada pelo poder não faz jus aos atos praticados na gestão. Apesar do pouco tempo ainda não disse a que veio e se presta somente a pegar o bonde andando e assumir a paternidade administrativa de todos os atos praticados pela gestora afastada, Gleide Lima Santos – A famosa gestão “Papagaio come milho, periquito leva fama.

No Posto de Saúde da Cikel a sua única ação foi mandar fabricar uma placa e realizar a inauguração com um dos maiores foguetórios já vistos – Fogos estes, comprados no armazém do presidente da câmara Ancelmo Leandro.

Por último, perdido igual cego em tiroteio, passou quase um mês para descobrir que o Ministério da Saúde, após inúmeras intervenções da prefeita Gleide Santos (PMDB), havia encaminhado ao Município mais uma ambulância para SAMU. Para encobrir a incompetência, sua assessoria alegou que a prefeita afastada teria escondido a ambulância – Ora, faça-me um favor caro prefeito “Periquito, os gestores podem ser mudados, mas a gestão pública tem que continuar e a responsabilidade de saber que mesmo novas, essas ambulâncias precisam passar por um “check list” antes de colocar em funcionamento e existe uma empresa contratada pelo Município para fazer isso.

Lixo toma conta da cidade

lixo

Duvido que a premissa do “papagaio come milho, periquito leva fama” funcione para o gestor em exercício quando se trata da suspensão da coleta do lixo – As ruas da cidade viraram uma verdadeira fedentina – Isso já vem durando há mais de uma semana e nenhuma solução foi apresentada pelo gestor em exercício.

Os programas de televisão e de rádio no dia de hoje, quarta-feira (26) foram á única forma de reivindicar e protestar, da população, contra a atual gestão que há mais de vinte e seis 26 dias a frente da administração municipal só consegue adotar pra si as ações deixadas em andamento pela prefeita afastada e até agora não mostrou sequer uma perspectiva de solução para os problemas que ele mesmo gerou. O atual gestor, através da sua assessoria, alega um “lenga-lenga” de ausência de documentos que comprovem o fornecimento de combustível para a prefeitura.

Alguém precisa avisar para o atual gestor que, “quem não pode com o pote, não pega na ródia”, e, que, quem assume os bônus de uma prefeitura rica como Açailândia, também precisa assumir os ônus e todos os problemas – Já passou da hora de desculpas esfarrapadas e mentiras que possam encobrir suas incompetências.

Simples Assim!!!

sexta-feira, 21 de agosto de 2015

Duas mortes são registradas na Estrada de Ferro Carajás

Os atropelamentos aconteceram nos municípios de Alto Alegre do Pindaré e Miranda do Norte

Francisco Vieira trabalhava como lavrador e todos os dias cruzava a linha do trem para realizar suas atividades. Na madrugada do dia 25 de julho, quando voltava para casa, fatalmente foi atropelado pelo trem da mineradora Vale S/A, no povoado de Auzilândia em Alto Alegre do Pindaré (MA).

atropelado_trem_da_vale2

Há quase dois anos, no mesmo trecho da Estrada de Ferro Carajás (EFC), também morreu Geraldo Vieira, pai da vítima. Testemunhas contam que ao tentar atravessar a ferrovia, seu Geraldo se desequilibrou e caiu sobre os trilhos, por sua idade avançada não conseguiu se levantar a tempo e acabou sendo atropelado. Com a morte do pai, Francisco virou o mantenedor da família e cuidava do seu irmão que é portador de necessidades especiais, da cunhada e do sobrinho. O lavrador deixou uma filha que está grávida e dará à luz nas próximas semanas.

A empresa Vale não prestou nenhum tipo de apoio à família e reduziu sua responsabilidade à compra do caixão, pois a família alegava não ter condições financeiras para realizar o sepultamento da vítima. Embora exista um viaduto no povoado, os moradores reclamam da distância que têm que percorrer para fazer a travessia de forma segura. Durante a noite não há iluminação no local e a população acaba se expondo ao risco, para que suas atividades sejam realizadas no horário previsto.

Segundo dados da Rede Justiça nos Trilhos, a cada três meses em média duas pessoas morrem atropeladas pelos trens operados pela Vale, no corredor de Carajás. Em 2007, foram contabilizadas 23 mortes; em 2008, o número caiu para nove vítimas fatais, mas foram registrados 2.860 acidentes ao longo da ferrovia. A cidade com maior índice de atropelamentos é Alto Alegre do Pindaré (MA), pois o trem de carga fica parado no meio da cidade entre três a quatros horas por dia, impedindo a passagem de pedestres e de carros. Quando sai, não avisa, atropelando muitas pessoas que estão tentando a travessia por debaixo dos vagões.

Outra vítima em Miranda do Norte, população reage e ocupa a ferrovia

Um homem morreu ao ser atropelado por um trem na Estrada de Ferro Carajás (EFC) no fim de semana, em Miranda do Norte (MA), a 124 km de São Luís. O acidente aconteceu na madrugada de domingo (9/8). Segundo investigações preliminares, a vítima estava deitada sobre a ferrovia. Manifestantes ocuparam o trecho onde aconteceu o acidente.

A mineradora Vale, que faz uso em concessão da ferrovia, esclareceu que prestou assistência à vítima, acionando imediatamente as equipes de socorro e autoridades policiais para que tomassem as devidas providências. A vítima foi conduzida ao Hospital Municipal de Arari, mas não resistiu aos ferimentos e morreu.

Segundo a empresa, as operações do trem de carga da EFC estiveram paralisadas. O trecho da ferrovia no Km 108 foi ocupado por manifestantes que atearam fogo e danificaram parte da estrutura da linha de ferro. Na manhã do dia 10 de agosto, as operações foram retomadas.

Assessoria de Comunicação - Rede Justiça nos Trilhos

quinta-feira, 20 de agosto de 2015

13 sinais de que você está sendo trouxa e achando que é esperto

Todos conhecem a história de alguém que achou que ia sair na vantagem fazendo algo, mas, na verdade, estava se dando mal sem perceber

noticia_104258

Quem nunca fez (ou conhece alguém que fez) algo achando que estava sendo esperto e, mais tarde, acabou descobrindo que, na verdade, havia entrado mesmo numa bela furada? UsarWINDOWS falso, comprar DVD pirata no camelô, achar que ia ficar rico comprando ações da OGX...

A lista de furadas em que algumas pessoas entram achando que estão se dando bem é longa. Aqui, elencamos algumas e tentamos quebrar alguns mitos. Confira e veja com quais você se identifica:

1 - Comprar DVD e CD pirata

Apesar de parecer tentador comprar um filme ou seriado nas bancas de DVDs piratas, buscar a legalidade é muito mais barato. Por exemplo: o plano mais barato do Netflix é apenas R$ 19,90 por mês e você recebe um acervo sem fim de filmes e séries para assistir. Com esse dinheiro, você compraria quatro ou cinco filmes piratas.

A mesma coisa vale para CDs (sim, tem gente que ainda compra). O Spotify oferece a oportunidade de se ouvir música grátis de forma legal. Além de ser mais cômodo do que fazer downloads, a versão paga oferece ainda música offline, sem precisar de internet. E tudo isso - incluindo todo o acervo do serviço - sai mais barato do que comprar um CD original (ou alguns poucos piratas).

2 - Não usar o internet banking

Sabe aquela fila quilométrica para pagar uma conta na lotérica? Tudo isso pode ser resolvido através do internet banking, mas muita gente ainda não confia na ferramenta. Porém, os que usam podem comprovar: a praticidade e facilidade são bem maiores. Não ache que você é mais esperto porque não se expõe aos riscos de sofrer um golpe virtual. Até porque sofrer um golpe real ou um assalto saindo do banco não é tão difícil.

3 - Usar software pirata em empresa

Todo mundo conhece alguém que usa software pirata em casa no Brasil. Só que, enquanto as companhias desenvolvedoras fazem uma certa vista grossa para a pirataria doméstica, ajudando você a se safar, o mesmo não acontece com o uso corporativo. Caso você for pego, a multa é pesada e pode chegar a 3 mil vezes o valor original do produto que for falsificado.

4 - Usar cartão de débito em vez de crédito

Muita gente evita fazer compras no crédito com medo de se endividar. Mas, com um pouco de planejamento, é possível explorar bem essa ferramenta sem se comprometer. Se você souber controlar bem suas contas, o crédito acaba sendo muito mais vantajoso. Afinal, com essa modalidade, você ganha vantagens: pontos, milhas, concorre a prêmios etc. No débito, você apenas paga a conta e pronto.

5 - Achar que poupança é investimento

Não, poupança não é investimento. Primeiro, a grana rendida é mínima. Segundo, mesmo que renda algo, a inflação bate o que foi ganho com a poupança facilmente, fazendo com que, em alguns casos, a pessoa possa até perder dinheiro.

6 - Comprar ações de empresas apenas por estarem na moda

Comprar ações que estão bombando pode ser perigoso. Como dizia o velho ditado, nem tudo o que reluz é ouro. Então, é sempre bom pensar duas vezes e não se deixar influenciar por uma moda passageira. Aqui, é importante pensar nos dois aspectos: às vezes, o otimismo com meras perspectivas infla o real valor das ações e no futuro, se as promessas não se concretizarem, elas desabam.

Já o segundo aspecto é um pouco mais óbvio: comprar ações na alta é menos vantajoso do que na baixa.

7 - Pagar o mínimo do cartão

Uma prática comum entre os brasileiros endividados é pagar o mínimo do cartão. Uma hora você vai precisar pagar a dívida toda. E quando esse momento chegar os juros vão ter multiplicado bastante sua dívida.

8 - Trazer encomendas do exterior para os amigos e conhecidos

Pensando em descolar uma grana trazendo comprinhas do exterior para as pessoas? Cuidado para não cair no velho e bom "Compra, que eu te pago quando você chegar". No fim, você pode até não receber. E o pior: muitas vezes você é tributado ou mesmo multado na alfândega e o amigão que fez a encomenda não quer arcar com o prejuízo.

9 - Não declarar itens comprados no exterior

Sempre lembre-se de declarar itens que são comprados no exterior. Sim, existem casos de pessoas que conseguiram passar sem precisar fazer isso, mas é sempre melhor se prevenir. Alguns itens nem são taxados. Confira aqui, no site do Aeroporto de Guarulhos, os limites de isenção e de quantidades de produtos que você pode trazer de suas viagens fora do país.

10 - Parcelar contas que você tem que pagar todos os meses

Não caia na cilada de parcelar coisas como a feira do mês ou a gasolina do carro. Pense bem: se você parcelar em três vezes, por exemplo, todos os meses, em apenas três meses você estará pagando o valor cheio novamente, com um detalhe: terá novas contas a pagar em cada mês.

11 - Entrar em pirâmides financeiras

Essa aqui parece bem óbvia, mas muita gente ainda cai. A chance deGANHAR DINHEIRO rápido e fácil através de esquemas atrai muitos que, perdidos na ganância ou na inocência, perdem dinheiro com pirâmides.

12 - Excursão

Essa vai um pouco de gosto pessoal, mas em sua maioria, é furada. Em uma excursão você fica refém de uma programação que, muitas vezes, pode não agradar. O lugar que você mais quer visitar pode ser agendado para apenas uma visita rápida. Prefira ser responsável por sua programação.

13 - Cheque especial

O cheque especial é uma ferramenta que os bancos oferecem de retirada de dinheiro baseada no crédito. Trata-se de um valor que fica disponível na conta corrente, para você usar sem precisar de solicitação. É um crédito pré-aprovado. Só que os juros são bem altos. Uma retirada pequena pode se transformar numa bola de neve gigante.

O uso do cheque especial, como defende Gustavo Cerbasi, deve ser guardado para algo completamente emergencial, quando precisar dar uma desafogada ou investir com retorno rápido, como ele explica no workshop que ministrou para o Administradores Premium.

quarta-feira, 19 de agosto de 2015

Alunos da rede estadual de ensino de Açailândia farão manifestação nesta sexta-feira (21) contra o descaso do governador Flávio Dino.

manifestação

Após a publicação da denúncia do abandono das escolas da rede pública de ensino de Açailândia, o blog recebeu inúmeras manifestações e pedidos de apoio para a cobertura de uma ação que visa chamar a atenção do governador Flávio Dino (PCdoB), para o caos que se instalou na educação do Estado, Em Açailândia.

Uma manifestação pública acontecerá nesta sexta-feira, dia 21, saindo da Praça da Bíblia e seguirá até a Regional de Educação do Estado do Maranhão, localizada ao lado da Ótica Paiva, na Rua Duque de Caxias.

As escolas da rede pública do Estado, segundo os próprios alunos que realizaram uma paralisação de advertência na última terça-feira (18), está sem merenda escolar e os vigias e zeladoras estão a exatos 04 meses sem receber os seus salários – “Os banheiros das escolas estão há mais de 60 dias sem limpeza”, afirma um aluno.

Ao provocar um dos representantes da militância político/educacional a participar dos movimentos, o blog recebeu em troca somente desculpas esfarrapadas, um longo currículum postado em rede social e ofensas. Pelo menos o blog alcançou parte dos seus objetivos, retirou o letrado de curriculum extenso e eterno candidato a prefeito de Açailândia professor Milton Teixeira da “moita”, que realizava movimentações na “surdina”, somente entre alunos, para que os chefões da capital não tomassem conhecimento das ações.

Em resposta ao letrado de currículum extenso e eterno candidato a prefeito de Açailândia, Professor Milton, afirmo sem titubear: “não escrevo para agradar e sempre que for necessário esse “quase jornalista”, como me qualificou, fará suas críticas e suas cobranças, doa a quem doer”.