terça-feira, 30 de novembro de 2010

Hélio Santos sofre primeira derrota da Justiça Eleitoral

P1050991 Açailândia – Mesmo sendo ainda necessária a votação em plenário das contas de campanha do deputado federal eleito, Hélio Batista dos Santos (PSDB), para a efetiva reprovação, o tucano sofre a primeira derrota da Justiça Eleitoral.

Conforme despacho do juiz relator do processo contra Hélio, o parecer da Procuradoria Regional eleitoral do Maranhão é pela reprovação das contas do deputado eleito.

Isso significa que Hélio poderá até ser diplomado, mas poderá perder seu mandato em agora, um inevitável julgamento do Pleno do TRE. E caso Hélio consiga vencer em primeira instância, em São Luis, o que é muito difícil, terá que enfrentar outras instâncias como O Tribunal Superior Eleitoral, ou até mesmo o Supremo Tribunal Federal.

A conclusão que se chega é ser quase impossível que Hélio exerça em sua totalidade o mandato de deputado federal pois, além de ter as contas de campanha reprovadas virando “ficha suja”, ainda deverá responder por vários processos de abuso de poder econômico. A responsável por uma das representações será a mesma Procuradoria Regional Eleitoral que pugnou pela reprovação das contas de Hélio.

Acompanhe a baixo, na íntegra, o despacho do juiz relator Raimundo Barros:

Despacho em 26/11/2010 - PC Nº 522397 Juiz RAIMUNDO BARROS    

Proc. 5223-97 Cl. 25

DESPACHO
De ordem do Juiz Relator Raimundo Barros, considerando as irregularidades apontadas pelo parecer da Procuradoria Regional Eleitoral, à fl. 124, pugnando pela reprovação das presentes contas, notifique-se o requerente para, no prazo de 72 (setenta e duas) horas, manifestar-se sobre as irregularidades mencionadas, se entender necessário.

Transcorrido o prazo, com ou sem manifestação, retornem os autos conclusos.

Cumpra-se.
São Luís, 26 de novembro de 2010.

Danielle Cerqueira Castro

Assessora Jurídica Substituta

Censo IBGE 2010 constata que Açailândia tem mais homens que mulheres

Rua_duque_de_caxia_acailandia Açailândia - Após cerca de quatro meses de trabalho de coleta e supervisão, durante os quais trabalharam 230 mil pessoas, sendo 191 mil recenseadores, o resultado do Censo 2010 indica 190.732.694 pessoas para a população brasileira em 1º de agosto, data de referência.

O Maranhão apresentou 6.569.683 habitantes. O Estado teve um aumento na população de 18,13%, em relação ao Censo 2000, sendo o Estado do Nordeste com o maior crescimento populacional em 10 anos.

A cidade de Açailândia apresentou um crescimento populacional de 17% em relação ao ano de 2000, saindo de 88.320 mil habitantes para 104.013 mil habitantes em 2010. Em 10 anos a população de Açailândia aumentou em apenas 15.693 mil habitantes.

Outro dado interessante apresentado no Censo 2010 é a superação do número de homens sobre as mulheres. Os homens de Açailândia representam 50,01%, ou seja, 52.093 habitantes do município são do sexo masculino. Já as mulheres alcançaram o percentual de 49,9%, sendo assim, 51.920 habitantes de Açailândia do sexo feminino. Apesar de não parecer, basta sair às ruas da cidade para constatar, a diferença é de somente 173 homens a mais do que mulheres vivendo na cidade do ferro. Essa diferença seria visualizada ainda mais se fosse levado em conta os números de presos, hoje, no Centro de Detenção Provisória de Açailândia que já ultrapassa a casa de 100, em sua grande maioria do sexo masculino.

Em Açailândia foram visitadas 26.859 residências ocupadas e a população de hoje é de 104,013 habitantes, sendo 78.241 residentes na Zona Urbana (75,2%) e 25.772 residentes na Zona Rural (24,8%).

Deu no Jornal O Estado de São Paulo: Descoberta de empresas e serrarias fantasmas em Açailândia e Itinga do Maranhão.

Documentos de Origem Florestal (DOF) emitidos em Açailândia legalizam quantidades astronômicas de madeiras retiradas ilegalmente na Amazônia.

Um esquema que envolve a criação e a homologação de empresas fantasmas por parte do poder público tem garantido fraudes contínuas na emissão de Documentos de Origem Florestal (DOF), levando à legalização de astronômicas quantidades de madeira retiradas ilegalmente na Amazônia.

Na região de Açailândia e Itinga do Maranhão - respectivamente a 575 e 670 quilômetros ao sul da capital São Luís -, por exemplo, a Gerência Executiva do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) em Imperatriz vistoriou os dados das guias usadas por seis empresas e descobriu que elas são fantasmas - não têm endereço, pátio ou serraria. Mesmo assim, elas movimentaram, de 2009 até o primeiro semestre deste ano, 58.780 metros cúbicos de madeira serrada (o suficiente para encher cerca de 2 mil carretas) e 201 mil metros cúbicos de carvão (3.665 carretas).

O Grupo Estado obteve uma cópia do relatório. Os endereços fornecidos ao poder público pelas seis empresas foram todos visitados pela reportagem na. Uma das empresas está numa rua - Bartolomeu Igreja, Centro -, em Açailândia, que não existe. Diante da dúvida, o Estado foi à prefeitura para ver o mapa da cidade. De fato, não há na região do centro de Açailândia nem nos bairros vizinhos nenhum logradouro que se chame ou tenha nome parecido com Bartolomeu Igreja.

Num único dos seis casos foi possível descobrir a pista de uma dessas empresas fantasmas. Na saída de Itinga para Açailândia existe a Madeireira Alto da Pipira, que funciona regularmente, com documentação e tudo. De acordo com os proprietários, os irmãos Maurício e James Aguiar, em julho de 2007 eles arrendaram o local para uma pessoa conhecida por Izaque Leal de Almeida, que lá tocou a Madeireira Mundo Novo. Mas o contrato foi desfeito no primeiro semestre do ano passado.

De acordo com a Gerência do Ibama de Imperatriz, na segunda maior cidade do Maranhão, mesmo sem sede e sem pátio, a empresa Mundo Novo ainda declarou ter 47.572 metros cúbicos de carvão vegetal e 8.667 metros cúbicos de carvão.

As informações são do jornal O Estado de S.Paulo.

segunda-feira, 29 de novembro de 2010

Ildemar e Josué acabaram com o esporte de Açailândia. Estádio Pedro Maranhão está há mais de 5 meses sem energia elétrica.

P1060045 josuue_thumb[10]nnovo Açailândia – Sem sombra de dúvidas Ildemar já é considerado pela maioria da população de Açailândia como pior prefeito que o município já teve. Basta ver a situação da saúde, educação, infraestrutura e agora mais recente o esporte que vem definhando em alta escala.

Desde que Ildemar nomeou Josué Alves como secretário de esportes do município que a coisa desandou e todas as ações esportivas antes desenvolvidas em Açailândia pararam em suas totalidades.

O Estádio Pedro Maranhão, que Ildemar recebeu como uma das melhores praças esportivas do Estado, hoje, está fadado, ao fracasso – os muros ameaçam desabar, o gramado nem se fala... E pra completar, pasmem! A cerca de 5 meses não é realizada nenhuma atividade noturna nesta praça esportiva que sempre reuniu centenas de famílias amantes do esporte, o motivo foi o corte de energia por falta de pagamento.

Mas também, o que esperar de Ildemar que nunca soube o que é qualquer prática de esportes e Josué quem nunca nem jogou peteca?

Aos amantes do esporte, cabe apenas torcer para que esses dois últimos anos de mandato de Ildemar passem o mais rápido possível e possamos finalmente nos ver livre desse malefício e toda sua patota.

Comentários dos leitores sobre a matéria “A escola perdendo a guerra contra o som na Vila Ildemar”

“Concordo com você, realmente são musicas pornofônicas, e não é só na Vila Ildemar; na Praça do Pioneiro, na Rua são Raimundo, saída da BR-222, sentido Santa Maria Hotel, é uma verdadeira baderna. Não sei qual a é vantagem, mas acho que esse povo pensa que quem vai passando ou mora perto onde tem essas badernas acham bom, engano total, queria ver na época do “Bizarrias”, não tocava nada em volume alto”.


“Pensei que ninguém iria falar da Praça do Pioneiro, mas finalmente falaram sobre os promotores daquela esculhambação de todo final de semana na Praça do Pioneiro, a título de lazer e cultura. Ali sim é uma verdadeira palhaçada. A RUA É FECHADA E O POBRE SINAL QUE FICA ALI NO CRUZAMENTO É COMO SE NÃO EXISTISSE. E imaginar que tudo isso é pertinho da delegacia que deveria fiscalizar, mas muito pelo contrário assina embaixo. Tenho certeza que o comando da PM e os apagados promotores de Açailândia passam por lá na hora da destruição que acontece na Praça do Pioneiro, mas como eles não moram naquelas redondezas então dane-se quem estiver prejudicado. E as leis do silêncio? Só se for em outro lugar, pois Açailândia é terra sem lei minha gente. Bem, quero dizer, pelo menos sem fiscalização é. Pois possuímos um Ministério Público totalmente apático e sem compromisso, além de uma PM que não inibe nada, só os ladrões de galinha. É só andar na Praça do Pioneiro depois das 20:00 para ver os drogados e traficantes aos montes. É isso ai. Açailândia Faroeste Cabloco”.

Comentário do Blog: O Texto original da matéria em forma de desabafo é do senhor Eduardo Hirata. Ele trata do sentimento de muitos açailandense que observam a Praça do Pioneiro sendo transformada na “Cracolândia” de Açailândia. Enquanto isso nossas autoridades assistem em “berço esplêndido” nossos jovens se perdendo no mundo da marginalidade, da prostituição e das drogas.

Vereador Juscelino Oliveira participa de Audiência Pública sobre crise nas Guserias de Açailândia

“A onda de demissões refletiu diretamente na economia do município que, hoje, passa por uma situação precária”, disse o vereador açailandense Juscelino Oliveira (PP) em seu discurso na Assembleia Legislativa do Estado.

juscelino na tribuna Mais de cinco mil demissões e impactos extremamente negativos à economia do município. Este, até o momento, é o saldo da crise instalada no pólo guseiro de Açailândia, distante 600 quilômetros da capital São Luís. O tema foi alvo de debates na tarde do dia 23 de novembro de 2010, a audiência teve inicio as 14h50min e terminou as 20h20min, no auditório da Assembléia Legislativa. A audiência pública foi proposta pela deputada Helena Heluy (PT), que atendeu pedido do Presidente do Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias de Metalúrgica, Mecânica e Material Elétrico de Açailândia e Imperatriz (STIMA) Sr. Jarlis Adelino. Os trabalhadores fizeram de tudo para evitar esta situação. Concordamos em reduzir, por exemplo, os valores da hora-extra e do adicional noturno, entre tantos outros benefícios de forma provisória (acordo da gestão passada) Infelizmente, a onda [de demissões] veio. De junho deste ano até o mês passado, 400 metalúrgicos foram demitidos. “Cada demissão direta contribui para dez demissões indiretas, o que, nos nossos cálculos, chega a um total de quatro a cinco mil trabalhadores sem emprego”, principalmente na área do reflorestamento, o sindicato dos trabalhadores nas indústrias de reflorestamento que tem como presidente o Sr. Waldemir Soares Sousa, foi também um dos mais afetados por essa crise afirmou o presidente do STIMA, Jarlis Adelino. A crise no pólo guseiro de Açailândia iniciou-se em 2008, devido aos impactos econômicos ocasionados pela falência de vários bancos norte-americanos. O aumento em mais de 171% do preço cobrado pela tonelada do minério de ferro e o cancelamento, por parte de empresas da América do Norte é Europa, de inúmeros carregamentos de ferro gusa produzidos no pólo foram fatores que pioraram a situação e contribuíram para as demissões em massa. “É preciso que os governos municipal, estadual e federal e sindicatos dêem as mãos no sentido de mudar este quadro. A onda de demissões refletiu diretamente na economia do município que, hoje, passa por uma situação precária”, disse o vereador açailandense, Juscelino Oliveira (PP). Apesar do cenário atual, o presidente do Sindicato da Indústria do Ferro do Estado do Maranhão (Sifema), clip_image002Cláudio Azevedo, avaliou que a expectativa para os próximos meses é de que as empresas do setor se recuperem, o que contribuirá para que ocorram novas contratações. “Conseguimos estabilizar o valor da tonelada do minério de ferro e estamos trabalhando com o mercado promissor da China. São dois fatores que, tenho certeza, irão reaquecer o setor”, explicou ressaltando que as empresas fizeram o possível para evitar as demissões. Helena Heluy classificou como positiva a realização da audiência. “A problemática foi bastante discutida. Todas as partes envolvidas tiveram a oportunidade de apresentar informações e sugestões para reverter à situação”. Também participaram da audiência pública os secretários estaduais José Antônio Heluy (Trabalho e Economia Solidária) e Israel Ferreira (Minas e Energia); os deputados Antônio Bacelar (PV) e

Carlinhos Amorim (PDT), presidente e vice-presidente da Comissão de Meio Ambiente, Minas e Energia da AL, respectivamente; Gildásio Silva Alcântara, presidente da Associação Comercial e Industrial de Açailandia; Nivaldo Araújo, representante da CUT nacional; Antônio Erismar (PT), vice-prefeito de Açailândia; além do também vereador açailandense Márcio Anibal (DEM). Na oportunidade acompanharam os sindicalistas Jarlis Adelino e Samuel Carneiro Aguiar, uma caravana de 45 trabalhadores, representantes de varias entidades sindicais e representante da Igreja Católica Pe. Dário, todos os participantes açailandenses foram sugeridos pelo presidente do STIMA Sr. Jarlis Adelino e aceito pela comissão organizadora da assembléia Legislativa do Estado do Maranhão.

Jarlis Adelino / STIMA.

sábado, 27 de novembro de 2010

A ESCOLA PERDENDO A GUERRA CONTRA O SOM NA VILA ILDEMAR! PODE ISSO?

* Por Eduardo Hirata

barulho sala aula Estive na Vila Ildemar, na tarde da sexta-feira,26/11. Cheguei por lá bem antes das dezesseis  horas, cruzei a Praça do Patizal, o som já rolava, quer dizer, já trovejava adoidado, uma parafernália  de músicas francamente, para dizer o mínimo, pornofônicas...

Cinco ou seis bares da Praça do Patizal, todos bem vizinhos da Escola Municipal Joviana Farias Extensão I, vomitavam o som de suas caixas...

Também bem pertinho, um posto policial... Muita gente indo e vindo, criançada correndo pela praça, biciletas, clima de arrumação para o final de semana, como sempre bem agitado, divertido...

Tempos desses, se não me falha a memória, teve reunião com os donos dos bares e a escola, para debater e procurar uma saída para a questão do som, da “poluição sonora”, que diuturnamente inferniza(va) aquela comunidade infeliz...

Já se vê que não deu em nada, a escola perdeu aquela batalha e vem perdendo, de goleada, um verdadeiro massacre...

Lá de cima da praça, pertinho da Igreja São Sebastião, ou abaixo da praça, para as bandas do Complexo Esportivo, o som já é de “zumbir os ouvidos, romper os tímpanos”, imagina a pobre da Escola Jovina Extensão I, bem no meio do “fogo cruzado daquelas feras”...

Crianças, Adolescentes estudantes; professores/as, servidores/as, imagine-se o “estresse” que é estudar num lugar daqueles, submetidos áqueles decibéis criminosos...

Sim, por que “poluição sonora, perturbação do sossego público, som vizinho a instituições públicas” é crime, previsto na lei! (E bota lei nisso: municipal, normas da  ABNT., crime ambiental,  do silêncio estadual, Constituição Federal artigo 225, Código Penal, Estatuto das Cidades, Código de Postura, Código de Trânsito,etc., etc., etc.).

Mas em Açailândia do Maranhão, quem é que está se lixando para essa lei (e tem lei federal, estadual, municipal)? Os donos dos bares da Praça do Patizal é que não, assim como as dezenas de automotivos hiperincrementados “tipo F250 Seiláoquê”, ou os promotores daquela esculhambação de todo final de semana na Praça do Pioneiro, a título de lazer e cultura...

E toda essa bandidagem, este pisoteio na lei, em plenos ouvidos, olhos e caras da autoridade pública (polícias, trânsito, meio ambiente, postura/infra-estrutura, saúde, ministério público...).

Bom, enquanto essa bandidagem do som deita e rola a custa de nossa saúde auditiva e emocional, a comunidade espera sentada que as autoridades cumpram com sua obrigação de cuidar da coisa pública...

Para a comunidade da Escola Municipal Joviana Farias Extensão I, Praça do Patizal, Vila Ildemar, resta a certeza de que já vem as férias, o recesso escolar, e se verá livre da “zoada”, pelo menos até fevereiro chegar...

Mas aí tem carnaval, e os bares é que não vão sair de lá e tampouco retirar suas caixas de som, ou humilhar-se a baixá-lo...

É, até agora todas as batalhas empreendidas pela Escola foram perdidas...

A guerra continua?... Até quando?...    

Acusado de assassinar delegado em Parauapebas é preso em Açailândia

Joel Bispo de Sousa, 30 anos, é conhecido da polícia maranhense, já que é fugitivo da delegacia de João Lisboa

matador de delegado matador de delegado2Os policiais civis da Delegacia Regional de Açailândia, Paulo Roberto Oliveira e Sosthenes Conceição, sob o comando do delegado regional, Vital Rodrigues de Carvalho, prenderam, no início da tarde de ontem, Joel Bispo de Sousa, 30, quando ele se encontrava em um hotel daquela cidade.

Os policiais cumpriram mandado de prisão em desfavor de Joel Bispo de Sousa decretada pela Justiça de Parauapebas. Contra Joel Bispo pesa a acusação de ter assassinado o delegado André Albuquerque, no dia 3 de outubro passado.

O delegado André Albuquerque, junto com agentes, foi até uma casa onde se encontravam Joel Bispo e outros três homens, uma vez que havia a denúncia de que eles estariam na cidade para a prática de assalto. Joel Bispo, ao avistar o delegado, efetuou disparos contra ele, atingindo-o mortalmente. Em seguida, fugiu e se escondeu em Açailândia, sendo preso nessa sexta-feira.

O delegado Vital Rodrigues de Carvalho informou a O PROGRESSO que Joel Vital estava sendo monitorado havia uma semana. "Nós já vínhamos seguindo os passos de Joel Bispo e era somente uma questão de tempo prendê-lo. Só estávamos esperando uma cópia do mandado de prisão", disse.

Foragido de João Lisboa - Joel Bispo de Sousa também tem contas a pagar à Justiça do Maranhão. No dia 30 de abril de 2009, ele - juntamente com outros dois elementos - assaltou a agência dos Correios de João Lisboa, roubando mais de R$ 10 mil. Ele foi preso e autuado em flagrante delito. Os comparsas conseguiram fugir em um Fiat Uno.

Joel foi autuado em flagrante por roubo qualificado. A maior parte do dinheiro roubado foi recuperada com ele. Na época, a polícia apreendeu também com ele um revólver calibre 38 municiado.

Vinte dias após ter sido preso, Joel Bispo conseguiu fugir. Foi para Marabá, onde foi preso pela prática de um novo assalto, mas fugiu do Centro de Recuperação Regional de Marabá, fato ocorrido no dia 1º de agosto passado. Nesta ocasião, foi para Parauapebas e em outubro matou o delegado André.

Nos próximos dias, Joel Bispo será transferido para Belém. Em Açailândia, ele está bem vigiado, já que é especialista em fugas.

Fonte: O Progresso

Foto: Antonio Martins (Didi)

sexta-feira, 26 de novembro de 2010

Contas de campanha de Hélio Santos de volta à Procuradoria Regional Eleitoral

P1050991 Açailândia – O deputado federal eleito, Hélio Santos (PSDB), apresentou no tempo exigido pela justiça eleitoral a sua defesa sobre irregularidades apontadas pela Procuradoria Regional Eleitoral em relação às suas contas de campanha.

Foi aberta nova vista do processo à PRE (Procuradoria Regional Eleitoral) que definirá sobre o parecer técnico para reprovação ou aprovação das contas em apreciação.

Carolina da Hora é o nome chave para o futuro político de Hélios Santos. À procuradora cabe analisar as suas contas de campanha, bem como representar ou não com uma ação de investigação eleitoral sobre denúncias de abuso de poder econômico no pleito de 2010.

Pelo visto, este nome vai tirar boas noites de sono de Hélio Santos!!!

Acompanhe com se encontra o processo de Hélio, Hoje:

PROCESSO: PC Nº 522397 - Prestação de Contas UF: MA

Nº ÚNICO: 522397.2010.610.0000

MUNICÍPIO: SÃO LUÍS - MA

PROTOCOLO: 434602010 - 02/11/2010

REQUERENTE(S): HELIO BATISTA DOS SANTOS

RELATOR(A): JUIZ RAIMUNDO BARROS

ASSUNTO: PRESTAÇÃO DE CONTAS - CONTAS DE CAMPANHA PARA O CARGO DE DEPUTADO FEDERAL - PSDB - ELEIÇÕES 2010

LOCALIZAÇÃO: GABINETE DA PROCURADORIA REGIONAL ELEITORAL

FASE ATUAL: 25/11/2010 14:42-Recebido

Andamento: PRE

Recebido : 25/11/2010 Às 14:42

SEDAP : 25/11/2010 10:38 - Enviado para PRE. Vista à PRE

SEDAP: 25/11/2010 10:32 - Juntada do documento nº 47.658/2010 Resposta à intimação determinada pelo despacho de fl.116.

Vereador Aluísio Silva Sousa (PSDB) será aclamado presidente da câmara municipal de Açailândia para o biênio 2011/2012

P1040603 Açailândia – Todas as eleições da câmara municipal de Açailândia, em toda a sua história política, sempre foram decididas pela força do prefeito em exercício e principalmente do dinheiro público. Já virou até cultura, ao ponto de mesmo o prefeito tendo a subserviência de 10 dos 11 vereadores daquela Casa de Leis, ainda precisa ser consultado para decidir quem será o próximo a gerir o dinheiro do legislativo municipal.

Há quem diga que na última eleição, para o prefeito Ildemar Gonçalves eleger o sobrinho, Hélio Santos, à presidência da câmara de Açailândia teve que desembolsar a bagatela de 50 mil reais para cada voto conquistado. Teve vereador que no dia seguinte a eleição de Hélio, comprou uma chácara à vista no valor de 60 mil reais.

Eleição Tranquila

Pareceu que a eleição de Aluísio seria tumultuada, mas só pareceu, pois depois que alertamos a armação que estava sendo montada por Ildemar, Bebezão, Marquinho e Márcio Aníbal, tudo mudou.

A intenção de Ildemar seria colocar á frente do legislativo alguém que tivesse o perfil do atual presidente, ou seja, funcione como uma verdadeira blindagem do executivo. O prefeito não encontrou em Aluísio, apesar de ser de alta confiança, um presidente capaz de gerir conflitos na hora de aprovação de projetos que beneficie o próprio Ildemar e sua família. No entanto, após o alerta desse blog que Aluísio seria o mais novo traído por Ildemar, o tucano resolveu então dar uma de Pôncios Pilatos e simplesmente lavou as mãos, pois percebeu que tanto faz sicrano, como beltrano à frente do Legislativo, todos, à exceção do vereador Juscelino Oliveira, comem na sua mão – o famoso mensalinho.

Já a intenção de Bebezão, Marquinho e Márcio Aníbal seria de apenas valorizar o passe, ou seja, o voto. Deram com os “burros n’água”, não vai rolar grana alguma na eleição do próximo dia 03 de dezembro.

Demos a nossa parcela de contribuição ao vereador Aluísio, pois depois do alerta teve garantida a sua eleição e com chapa única. Portanto, não haverá disputas, novidades e pela primeira vez também não haverá corrupção na eleição da câmara de Açailândia.

Proprietário do Posto Econômico de Açailândia é mantido refém de bandidos dentro de casa

Açailândia – O crime aconteceu na manhã desta quinta-feira (25), na residência do empresário do ramo de combustível Edvan Carlos de Sousa, localizada na Rua Alexandre de Oliveira, na cidade de Açailândia. Edvan que é proprietário da rede Postos Econômicos de Açailândia, foi surpreendido pelos bandidos dentro de casa.

Ação dos Bandidos

Três elementos, que estavam usando uniforme da Cemar, aproveitaram a chegada de uma das empregadas para entrarem na residência. No interior da casa, os bandidos renderam o empresário Edvan Carlos e as empregadas identificadas por Cristina e Bete. As demais pessoas da casa, como os filhos e a esposa do empresário, não se encontravam no local. Eles queriam saber do empresário Edvan Carlos onde se encontrava um suposto cofre na residência. Mas o empresário disse que não tinha cofre em sua casa.

Depois de render as pessoas, os bandidos roubaram celulares, relógios, jóias, uma quantia de R$ 120,00, um notebook, um talonário de cheques e fugiram levando a caminhonete Hilux do empresário. O veículo foi abandonado na BR-222, nas proximidades do Quartel da 5ª Cia. da Polícia Militar. Até o fechamento desta edição, os bandidos não tinham sido localizados pela polícia, que continua fazendo diligências na tentativa de localizá-los e prendê-los para que eles possam responder pela ação criminosa.

quarta-feira, 24 de novembro de 2010

Ildemar está se lixando para o fechamento de Siderúrgicas de Açailândia

Ildemar pronta2 Açailândia – Depois de acumular rios de dinheiro, terras e gados, o prefeito de Açailândia definitivamente resolveu abandonar o município. Quando não estar na sua suntuosa “Fazenda Bola de Sete” que na calada da noite vem recebendo carradas e mais carradas de madeira para cercado, está fazendo turismo na sua terra natal e fazendo exames de rotinas para garantir vida longa, pelas bandas de São Paulo.

Açailândia está vivendo uma das piores crises no setor siderúrgico, e pelo visto o prefeito está se lixando para as famílias açailandenses que serão atingidas por uma onda demissões e uma crise iminente no comércio local. Uma audiência pública foi realizada ontem (23) na capital do Estado para se tentar encontrar uma solução para o problema, mas o prefeito de Açailândia, Ildemar Gonçalves, não se prestou nem para marcar presença no local.

O Artigo de autoria do Pe. Dário conta tudo que aconteceu na Audiência Pública realizada ontem, em São Luis.

Veja abaixo na íntegra:

A crise siderúrgica: fato ou boato?

É fato a demissão de 400 pais de família pelas siderúrgicas da Queiróz-Galvão em Açailândia. É fato o fechamento de 8 dos 15 fornos dessas e outras gusarias.

É fato o desemprego para cerca de 5.000 pessoas no ciclo de produção do carvão vegetal na região tocantina.

A deputada Helena Heluy, em audiência pública dia 23 de novembro na Assembléia Legislativa do Maranhão, disse que essa é uma questão de direitos humanos, trabalhistas e ambientais.

Com a presença de cinqüenta delegados de Açailândia, reuniram-se em debate autoridades políticas, sindicatos dos trabalhadores e patronais, entidades e movimentos de base.

Apareceram, assim, também os boatos: mais do que falência das empresas, trata-se de uma suspensão das operações devido a pouca margem de lucro. No momento em que não convém mais produzir, é fácil para a maior parte das gusarias demitir ou reduzir a jornada de trabalho, diminuindo contemporaneamente o número de pessoas para cada turno: confirma-se a política de ‘sugar’ os trabalhadores até que sirvam, para abandoná-los quando for mais conveniente.

A Vale, grande responsável dos impactos do ciclo de mineração e siderurgia também pelo que se refere aos conflitos trabalhistas, nem apareceu à audiência pública, confirmando seu costume de se dizer aberta ao diálogo com as comunidades, mas se ausentar nas horas mais importantes. “Audiências como essa deveriam ter um mandato obrigatório de comparecimento”, desabafou o presidente do sindicato dos metalúrgicos de Açailândia.

Outro grande ausente, fortemente criticado ao longo da audiência toda, foi o prefeito de Açailândia. O sindicato dos metalúrgicos da cidade conseguiu ao longo dos últimos meses conversar com o Presidente do Senado, a Governadora do Estado, membros da Assembléia Legislativa do Maranhão e Secretários de Governo, mas nunca (apesar de quatro ofícios enviados) com o prefeito de seu próprio Município!

Para enfrentar a política econômica das empresas e corrigi-la conforme o direito à vida do povo, é essencial o papel da política de governo federal, estadual e municipal. Preocupou-nos, nesse sentido, o vazio dos discursos dos secretários de Estado durante a sessão, bem como a ausência do deputado federal açailandense recém eleito.

A audiência reconheceu que Açailândia é símbolo do que está acontecendo no Maranhão todo: ao longo de trinta anos de investimentos em grandes projetos, favoreceu-se a concentração de renda, aumentou o PIB per capita, mas a distribuição de renda foi péssima e não garantiu a dignidade do povo maranhense.

“O grande desafio não é amenizar mais uma crise, aguardando a próxima: temos nas mãos a possibilidade de reinventar o modelo de vida e sustentação do Maranhão”, comentou o advogado Guilherme Zagallo.

Há sem dúvidas alguns avanços, como o esforço de verticalização da produção, do ferro até o aço, pela siderúrgica Gusa Nordeste. O presidente do sindicato patronal apontou a essa aciaria e ao comércio de gusa com a China como solução para todos os problemas do desemprego local, garantindo que daqui em diante não haverá mais nenhuma pessoa despedida.

Mas esses avanços  e garantias (mesmo assim duvidosas, ao dizer do sindicato dos metalúrgicos) não apagam o passivo sócio-ambiental da Vale e das siderúrgicas na região: os movimentos sociais apontaram mais uma vez às responsabilidades por desmatamento e poluição.

O caso de Piquiá de Baixo, bairro pré-existente às gusarias e agora cercado pelos empreendimentos altamente poluentes, foi também destaque da audiência pública. Repetidas vezes foi reconhecido que é uma vergonha deixar ainda 350 famílias nessas condições de precariedade. Urge o reassentamento de Piquiá de Baixo, área de sacrifício do povo no altar do desenvolvimento sem controle.

Como justificar, de um lado, subsídios de dinheiro público tão pesados na construção da aciaria e, do outro lado, a lentidão do poder executivo e das empresas em garantir o direito à vida da comunidade de Piquiá de Baixo?

A audiência pública levantou perguntas e discussões ao longo de cinco intensas horas de debate.

Entre os muitos encaminhamentos, destacamos a urgência de soluções de curto prazo através de uma pactuação convocada pelo sindicato dos metalúrgicos com todas as partes envolvidas.

Em longo prazo, torna-se necessária a reflexão e articulação política a respeito de um Fundo de Desenvolvimento e Amparo aos Trabalhadores. Constituído por contribuições obrigatórias, proporcionais aos lucros da Vale e das siderúrgicas, relançaria novos investimentos que garantam a pluralidade das vocações produtivas de Açailândia e do Maranhão (pequena empresa, agricultura familiar, incentivos ao reflorestamento, capacitação profissional, etc.)


São Luís, 23 de novembro 2010

Notas e reflexões sobre a Audiência Pública “Açailândia pode parar”, por pe. Dário Bossi – Paróquia São João Batista, Açailândia (haverá um relato completo e oficial da audiência, emitido pela própria Assembleia Legislativa)

Contas de campanha de Hélio Santos tem parecer técnico pela reprovação

P1160433 Açailândia – As dores de cabeça com a justiça Eleitoral começaram bem antes do previsto, para Hélio Santos. Um processo de cassação de diploma será a sua principal preocupação, em vista as irregularidades apontadas em toda a sua campanha, no entanto, os problemas já começaram surgir através da sua prestação de contas.

A Procuradoria Regional Eleitoral que será responsável em representar ou não contra Hélio Santos por abuso de poder econômico na campanha, já apontou possíveis irregularidades na prestação de contas do então candidato, ao juiz relator do processo 5223-97, Raimundo Barros.

O juiz relator despachou na última segunda-feira (22) parecer técnico pela desaprovação das contas ou pela aprovação com ressalvas, dando a Hélio Santos o prazo de 72 horas para manifestação, a contar da intimação por fac-símile.

Segue abaixo o despacho na íntegra:

Proc. 5223-97 Cl. 25

DESPACHO

De ordem do Juiz Relator Raimundo Barros, considerando as irregularidades apontadas pelo parecer da Procuradoria Regional Eleitoral, à fl. 114, notifique-se o requerente para, no prazo de 72 (setenta e duas) horas, manifestar-se sobre as irregularidades mencionadas.


Transcorrido o prazo, com ou sem manifestação, encaminhem-se os autos à Coordenadoria de Controle Interno - COCIN, para que expeça parecer nos moldes do art. 35, § 4º da Res. TSE n.º 23.217/2010.


Emitido parecer técnico pela desaprovação das contas ou pela aprovação com ressalvas, dê-se vista dos autos, diretamente, ao requerente para manifestação em 72 horas, a contar da intimação por fac-símile.


Após o decurso do prazo, abra-se vista à Procuradoria Regional Eleitoral.

Cumpra-se.


São Luís, 22 de novembro de 2010.

Danielle Cerqueira Castro

Assessora Jurídica Substituta

terça-feira, 23 de novembro de 2010

O Futuro político de Hélio Santos nas mãos da Procuradora Regional Eleitoral do Estado

clip_image001

Açailândia – Muitas especulações giram em torno da fraudulenta campanha do deputado federal eleito Hélio Batistas dos Santos (PSDB). O Abuso do poder político e econômico ficou muito claro no decorrer da campanha e se acentuou nos dias que antecederam as eleições provocando uma ação mais efetiva da justiça, o que resultou em inúmeros flagrantes dados pela promotoria eleitoral de Açailândia através de gravações, prisões a apreensão de materiais, hoje suficientes para desencadear um procedimento de investigação judicial. Daí as cobranças da sociedade junto à promotoria eleitoral de Açailândia por um resultado mais concreto.

O Blog entrou em contato com o promotor eleitoral de Açailândia, Alexandre Rocha, e em conversa informal disse que o objetivo principal da promotoria pública eleitoral através dos promotores Alexandre Rocha e Geruza foi o de proteger a normalidade e legitimidade das eleições contra a influência do poder econômico ou do abuso do exercício de função, como manda a lei eleitoral. No entanto, muitas dificuldades foram encontradas visto que, seria humanamente impossível verificar e investigar todas as denúncias apresentadas durante o pleito. Mesmo assim, segundo o promotor, o que podia ser feito, foi feito.

P1160549 No caso específico do candidato Hélio Santos o promotor confirmou ter flagrado uma série de possíveis irregularidades. Na distribuição de combustível para carreata, por exemplo, foi feita a filmagem e a apreensão do material gráfico usado como moeda para o abastecimento. Já com relação aos terrenos da Vila Ildemar, foi feita a busca e apreensão de todos exemplares do Jornal do Maranhão, que trouxe encarte exclusivo de uma entrevista com o candidato Hélio Santos com destaque para promessa de distribuição de 45 mil títulos definitivos dos terrenos da Vila Ildemar. “Outras denúncias de compras de votos no dia eleição também foram apresentadas a essa promotoria, no entanto, foi impossível comprovar as denúncias”, disse.

P1160537 “As filmagens e todo material aprendido, inclusive a confirmação dos valores que foram pagos a emissoras de rádio e TV, por uma agência de publicidade que detém a conta da prefeitura de Açailândia, para veiculação da propaganda que possa ter beneficiado o candidato Hélio Santos, foi encaminhada para a Procuradoria Regional Eleitoral do Maranhão sob a responsabilidade da Dra. Carolina da Hora. Agora cabe a ela a função de promover qualquer ação que possa culminar ou não com a cassação do diploma do candidato eleito”, disse o promotor Alexandre Rocha.

De acordo com o parágrafo único do artigo 19 a LC 64/69, a competência para processar a ação de investigação judicial eleitoral nas eleições estaduais e federais é do Corregedor Regional Eleitoral, porém a ação será julgada pelo Tribunal. Tem legitimidade também para propor este tipo de ação qualquer partido político ou coligação, candidatos, ou pelo Ministério Público. O prazo para a propositura dessa ação dependerá da forma pela qual será ajuizada: se diretamente, em quinze dias após a diplomação; se decorrente de ação de investigação judicial eleitoral que seja julgada após a diplomação, será de 15 dias, contados do trânsito em julgado de sua decisão.

A Defesa de Hélio Santos

P1160542 A Lei 9.840/99 introduziu o artigo 41-A na Lei 9.504/97, que constitui captação de sufrágio, o candidato doar, oferecer, prometer, ou entregar, ao eleitor, com o fim de obter-lhe o voto, bem ou vantagem pessoal de qualquer natureza, inclusive emprego ou função pública, desde o registro da candidatura até o dia da eleição, inclusive, sob pena de multa de mil a cinqüenta mil UFIR, e a cassação do registro ou do diploma.

Hélio tentará usar o próprio artigo que o incrimina para tentar se defender, pois a hipótese de tal artigo se refere única e exclusivamente ao comportamento direto do candidato, não podendo ser invocado tal artigo por causa de conduta de terceiro, como correligionário, partido político etc., mesmo se alegado ser o beneficio daquele. Baseado nisso ele dirá em juízo que não sabia do jornal e que tudo partiu gratuitamente da direção do noticioso, inclusive não consta de sua prestação de contas qualquer pagamento pelo encarte espalhado na cidade no dia que antecedeu as eleições (dia 02 de outubro).

P1160546 A outra linha de defesa de Hélio Santos é de que não entregou qualquer título definitivo de terrenos da Vila Ildemar, inclusive como presidente da câmara já engavetou o projeto do Executivo que garantia o benefício aos moradores daquele grande bairro.

Hélio quer se sustentar na regra de que, para haver cassação por abuso de poder econômico e político, eram necessárias três coisas: primeiro, provar o fato, a doação. Segundo, provar que a doação distorce a vontade do eleitor. E o mais importante era a potencialidade de que essa distorção tivesse causado alteração no resultado da eleição. Na verdade era quase inviável uma cassação nessa antiga regra.

Só que na regra nova chamada de captação de sufrágio, feita a promessa, que tinha o objetivo de obter voto, não precisa que se tenha votado no candidato, se a intenção foi essa. Feito isso, leva à cassação, independentemente do resultado da eleição.

Ildemar também pode ser alcançado pela Lei e perder o mandato

Os efeitos produzidos por uma ação de abuso do poder econômico contra Hélio Santos, também pode atingir o prefeito Ildemar Gonçalves por abuso de poder político, pois uma possível decretação de perda de mandato também atinge qualquer ente público que tenha contribuído para prática do ato ilícito para essa eleição. Ildemar foi simplesmente o autor e financiador de todas as fraudes que resultou na eleição de Hélio Santos.

Enfim, Hélio Santos está nas mãos da Procuradora Regional Eleitoral do Estado, Dra. Carolina da Hora. Se oferecer denúncia, Hélio Santos poderá até ser diplomado, assumir o mandato e perde-lo em seguida.

Abre-se então uma bolsa de apostas – Qual é sua opinião? Hélio Santos terminará o mandato que ainda nem iniciou?

Deixe aqui seus comentários!!!

Hélio Santos, o verdadeiro crime eleitoral

* Por Décio Sá

Tem-se falado muito sobre crime eleitoral. Das denúncias que já chegou ao meu conhecimento a mais grave envolve o deputado federal eleito Hélio Santos (PSDB). Presidente da Câmara de Açailândia, ele e seus colegas simplesmente aprovaram projeto enviado pelo tio do tucano e prefeito, Ildemar Gonçalves (PSDB), para regularizar 42 mil lotes de terras nas Vilas Ildemar e Progresso 2.

clip_image001

O grave é que o projeto foi aprovado em setembro, a pouco dias da eleição. E a própria prefeitura se encarregou de divulgar a informação através de filmetes para TV, gravação para rádio e anúncios em informes publicitários nos jornais da cidade.

Foi esse mesmo fato que resultou na cassação do prefeito Miltinho Dias (Barreirinhas). Só que o petista não fez divulgação alguma da distribuição de terras.

O promotor de Açailândia Alexandre Rocha já encaminhou denúncia a procuradora-regional eleitoral, Carolina da Hora Mesquita. Hélio Santos também é acusado de distribuição de combustível durante a campanha.

Acredite se quiser: se o tucano for cassado a vaga dele poderá cair no colo do ex-secretário Weverton Rocha (PDT). Veja o comercial da própria Prefeitura de Açailândia confirmando o crime eleitoral:

segunda-feira, 22 de novembro de 2010

Lixo, lama e alagamentos tomam conta das ruas de Açailândia

DSC03502 Açailândia – A onda de demissões iniciada no dia 28 de outubro, data em que se comemorou o dia do servidor público, pelo prefeito Ildemar Gonçalves não atingiu somente a Secretaria de Saúde do município. Diga-se de passagem, um belo presente para o servidor!

Por conta de dívidas acumuladas com a campanha do sobrinho, Hélio Santos, o prefeito foi obrigado a estender a onda de demissões, corte de gratificações e portarias em todas as secretarias, atingindo em cheio a Infraestrutura do município.

O resultado é sentido pela população nas ruas da cidade – o lixo, a lama e DSC03501alagamentos provocados pelo período chuvoso  tomaram conta de toda a cidade, como as lentes do Blog do Freire puderam flagrar nessa última semana.

O prefeito está prometendo asfaltar 100% das ruas de Açailândia e já combinou com o sobrinho, ainda presidente da câmara, que entrou com requerimento solicitando a pavimentação de toda a Vila Ildemar. Torço para que realmente isso aconteça. Agora resta saber de onde vem esse dinheiro, e o mais importante, será que Ulisses, filho do prefeito, vai deixar que todo esse dinheiro seja realmente aplicado em obras no município – não foi o que aconteceu nos últimos seis anos. O filho do prefeito é hoje um dos homens mais ricos da região tocantina – terras e gado de sua propriedade já superam a fortuna do sogro, Olindo Chaves.

Veja o flagrante do caos instalado nas ruas de Açailândia após as chuvas (vídeo do Freire):

Oito índios são presos pela Polícia Federal no Maranhão

Grupo teria participado de bloqueio na rodovia BR-226. Indígenas também são suspeitos de assaltos, tráfico de drogas e homicídios.

Do G1, em São Paulo

Oito índios foram presos pela Polícia Federal no interior do Maranhão, na madrugada desta segunda-feira (22). O delegado Luís André Almeida disse ao G1 que a PF decidiu cumprir os mandados após um protesto que bloqueou a BR-226. “Os indígenas vem fazendo esse tipo de bloqueio de forma recorrente. Há acusações das populações locais de que os índios estão envolvidos em assaltos e outros crimes, como assaltos, estupros, tráfico de drogas e homicídios.”

Foram reunidos 36 mandados de prisão contra índios emitidos pela Justiça de Barra do Corda (MA) e Grajaú (MA) há mais de um ano. “A idéia foi restabelecer a ordem, cumprir mandados de prisão, tirar pessoas que estavam com prisão decretada de circulação para que a gente pudesse voltar à normalidade na região, evitando que essas pessoas praticassem crimes”, afirmou Almeida.

Dos 36 procurados, 1 já estava preso e outros 3 estão mortos. Outros 24 são procurados. Novas diligências serão organizadas para cumprir esses mandados.

O grupo foi levado para a sede da PF em São Luís.

E-mail do Leitor: Desespero de uma Servidora Pública de Açailândia

Bom dia amigo,

desesperados Gostaria de abordar um assunto muito importante em relação ao péssimo salário do funcionalismo público de Açailândia. Você sabia que a prefeitura da nossa querida cidade é a quem tem o menor salário da região? Pois é, sou funcionaria pública e sinceramente não vejo valor algum na nossa profissão. Somos extremamente desvalorizados. Sou concursada a mais de 3 anos e até hoje ganho um salário de miséria, ou seja, menos que um salário mínimo, daí dá pra você entender a minha insatisfação.

Temos um sindicato por nome SINTRASSEMA o qual sou filiada, mais pelo que estou percebendo de nada vale, pois não vejo esse sindicato mover uma palha para melhorar a nossa situação, principalmente os novos concursados do último concurso público. NOSSO SALÁRIO ESTÁ DEFASADO DEMAIS!!!

Até onde eu sei amigo, Sindicato é para lutar pelo funcionário Público, ver nossos interesses como benefícios, direitos, aumento de salário e Etc... Mais pelo que sei, de nada serve ser filiada lá.

Sindicato é para lutar por nós e não ficar ao lado do prefeito, ao lado da prefeitura, porque até onde eu sei, eles, do Sintrassema estão do lado de lá. A sua diretoria a qual foi eleita por nós deve estar ao lado do servidor.

E a prefeitura? O senhor Prefeito? Os senhores vereadores? O que estão fazendo por nós? O salário deles... Veja quanto cada um ganha... Veja quanto os cargos de confiança ganham e as portarias dessas pessoas.

Eles vão passar um natal gordo, mesa farta, ceia perfeita, mas nós que ganhamos menos que um salário mínimo, como vai ser nosso Natal? A nossa Ceia?

Wilton Lima você conhece a presidente do Sindicato, a Dona Maria da paz, o prefeito Ildemar e a Senhora  do RH, a Seleuza, o que essas pessoas fazem por nós? NADA!

Espero que isso mude algum dia, porque se não amigo, vamos ter que vender balinha.

Abraço, bom dia e bom trabalho.

Ainda a Liberdade de Imprensa (ou, agora, o direito de dar informação)

* Por Anfrízio Menezes

Anfrízio Menezes O assunto foi tema de palestras proferidas por autoridades e especialistas de diversas áreas, do direito e da política (serviu até de ensaio para este cronistinha de pouca tinta brincar de fazer crônicas).

Por falar nas “crônicas” produzidas por este metidinho a escriba, abordamos o presente tema em pelo menos duas oportunidades (as duas, sob a ótica do direito à informação, por parte do cidadão).

Pois bem. Vamos, agora, dirigir nossa abordagem por outra ótica: o direito de dar informação, por parte do profissional de comunicação.

Este mesmo assunto foi um dos mais debatidos durante a campanha presidencial deste ano. E o mais interessante é que foram os maiores grupos de comunicação do país que estabeleceram essa pauta.

Justamente aqueles que normalmente não dão condições internas para que os seus jornalistas possam trabalhar com imparcialidade e liberdade. Pois para esses grandes conglomerados de comunicação social o que interessa é o lucro (que acaba sendo quem determina as políticas de censuras internas).

Eles acabam criando um clima de limitação e de maniqueísmo da informação maior do que qualquer instituição governamental.

Um exemplo? Poucas vezes se viu uma tentativa tão escancarada de determinar o resultado de um pleito eleitoral como nas últimas eleições presidenciais (por um, ou por outro lado).

Tudo isso serve de aviso para a relação entre as instituições Governo e Imprensa. Não adianta passar informações dirigidas e pasteurizadas na expectativa de induzir a população a formar uma determinada imagem sobre as ações governamentais. Esse direcionamento acaba tendo exatamente efeito contrário e provocando o descrédito (das duas instituições!).

Uma solução para essa equação seria colocar os assessores de imprensa e os jornalistas cada um no seu lugar (ou no “seu quadrado”, como diz aquela musiquinha repetitiva e enjoada).

Uma assessoria de comunicação serve para provocar os profissionais da imprensa privada a produzirem as matérias.

Provocar, estimular. Não é papel dos assessores escreverem e publicarem diretamente o texto como acontece atualmente. Isso provoca cansaço nos leitores e descrença na informação. Como pode uma mesma abordagem sair em todos os jornais e em vários sites, exatamente igual? É o que acontece por aqui em nossos quintais... E pelo País a fora.

O melhor para a democratização da informação seria que cada veículo de comunicação enviasse os seus repórteres para a cobertura dos eventos. Assim, teríamos uma saudável diversidade de visões sobre o mesmo assunto que fortaleceria a verdade dos fatos. O próprio gestor ganharia, eis que poderia perceber detalhes críticos que o ajudariam a corrigir os rumos das coisas. Além de melhorar o mercado de trabalho interno para os jornalistas profissionais que se tornariam “mais necessários” e valorizados.

É meus leitores! Não se pode confundir jornalismo com publicidade. É óbvio que são duas ferramentas distintas, com funções e objetivos diferentes.

Finalmente, três conclusões simplórias e bem baratinhas:

Que as gestões públicas podem e devem fazer publicidade das suas ações é mais do que legítimo. Mas por favor, deixem a imprensa também cumprir o seu papel de informar a população de maneira diversa e livre.

Para aqueles que abusam da liberdade com irresponsabilidade temos as Leis. Agora, afastar os jornalistas da informação é uma estupidez.

Só com a liberdade de imprensa irrestrita assistiremos ao verdadeiro desenvolvimento social do nosso quarteirão, bairro, município, estado... ou do País!

domingo, 21 de novembro de 2010

Cai chuva de “Granizo” em Açailândia

granizo 1 Açailândia – o fenômeno natural aconteceu por volta das 10 da noite de ontem (21) e deixou a população assustada com as pedras de gelo que caiam com muita força nos telhados.

Várias pessoas flagaram o acontecimento, como foi o caso do Blogueiro Gilberto Freire que fez questão de fotograr algumas pedras de gelo na sua própria mão.

O granizo (ou saraiva) é um fenômeno metereológico, que consiste numa precipitação de pedras de gelo que podem medir 5 mm ou ser até do tamanho de uma laranja. Em muitas partes do mundo, é comum a tempestade com pedras de gelo do tamanho de uma bola de tênis.

Os granizos grandes podem estragar as plantações, furar tetos, amassar carros e quebrar pára-brisas. O recorde das maiores pedras de granizo foi alcançado em Bangladesh, durante uma tempestade que matou 92 pessoas. As pedras de gelo pesavam de quase 5 kg e caiam com velocidades próximas de 150 metros por segundo. Ninguém soube explicar tal evento, que ainda hoje causa muita discussão entre os especialistas.

Não se tem notícia que tal fenômeno já tenha ocorrido em Açailândia, o que deixa a população apreensiva com as próximas chuvas que cairão na região.

Eu vi no Lingua Grande: Ildemar ganha troféu cara de pau da semana.

TROFÉUS E CERTIFICADOS DA SEMANA

Só lembrando que são duas as modalidade de premiação:

a) A primeira modalidade é uma forma de homenagearmos aqueles que trabalham duramente no dia a dia, para tirar o sustento dessa terra fértil, contribuindo para o progresso dessa majestosa cidade, estes recebem o troféu nota 10;

b) Para aqueles que só fazem merda e tem servido de pedra de tropeço para o progresso do nosso município, se beneficiando do dinheiro público, criamos o troféu cocô!

Em reunião com o conselho de linguarudos, ficou decido que além das duas modalidades, deveríamos também entregar um certificado aos cara de pau da nossa cidade. Tal proposta teve aprovação unânime e hoje vamos entregar o primeiro.

Sem mais delongas, vamos à premiação da semana.

O 2º troféu cocô do Língua Grande vai para...

Maria do Carmo Souza - Nascida em 03 de julho na cidade de Caetés, Minas Gerais. jornalista e publicitária com especialização em Marketing Político pela FAM-Faculdade Ahambi Murumbi (SP). Esta mulher é a poderosa de Açailândia! Manda em cada marmanjo que vocês precisam ver! A teta onde ela mama é diferente das demais, enquanto as outras são denominadas de Secretaria a dela é chamada de Assessoria Especial de Comunicação.

Ela é a que mais suga da grande mãe Açailândia, talvez por isso, seja tão gordinha! A teta dela sai tanta grana que a menor cota é de R$ 5.000,00 (cinco mil reais). No meio da imprensa ela é igual ao Silvio Santos, sai dizendo para um e para outro: “quem quer dinheiro”. Sintetizando, é esta mulher que faz distribuição do nosso dinheiro entre alguns parasitas do nosso município.

Na verdade a senhoria Maria do Carmo, não obstante ser tão esclarecida, não conhece nada de democracia, pois tem censurado todos os órgãos de comunicação dessa cidade, que discorda da atual gestão do prefeito Ildema-la. Ela tenta de todas as formas, diga se passagem gastando muita grana, blindar a gestão do atual prefeito, onde, somente um segmento da nossa sociedade, no caso a imprensa, diz que está tudo bem! A exceção da imprensa são os blog, lógico que a exceção da exceção é o blog rei dos bastidores, que recentemente foi comprado pela Maria do Carmo!

Maria do Carmo, deixa a imprensa trabalhar minha filha, veja a situação do Osvaldo Filho, da Valdelice, do Ray Silva, do Renildo e do Nilton César. Estão todos acuados com o teu sistema, pois ele é foda! Este último, o Nilton, não agüenta mais, é muita reclamação, seu programa tem sido o CAC – Centro de Atendimento a Cliente da prefeitura. O pobre coitado quase chorou na quarta-feira, se explicando para o povo da nossa cidade. Veja o que ele disse: “não posso falar nada porque tenho uma família para sustentar, eu tenho um patrão e não posso ser insubmisso, não sou dono de rádio...”.

Minha senhora, tu deveria ter nascido na ditadura militar, pois foi naquele período que reinou a censura na imprensa, tentando dar sustentação a um sistema semelhante a este implantado pelo senhor Ildemar. Na ditadura tu seria ministra da censura!

Por ser uma pedra de tropeço no caminho da imprensa e do nosso povo, receba o troféu cocô senhora Maria do Carmo.

O 2º troféu nota 10 do Língua Grande vai para...

Eduardo Hirata – Pois bem, é do conhecimento de todos que em nossa sociedade encontramos pessoas sem caráter, que não tem compromisso com nossa gente, pensam apenas em si, com interesses escusos, objetivando fraudar o dinheiro público, privilegiando parentes e amigos, isso é a mais pura verdade, porém, não obstante este tipo de gente, também encontramos muitas pessoa e instituições que estão preocupadas, não somente com o presente, mas também com o futuro da nossa sociedade. Dentre estas pessoas citamos e homenageamos o filantrópico Eduardo Hirata.

Hirata, como é conhecido na sociedade, é uma pessoa pacata, tranqüila, que tem se preocupado com as nossas crianças e adolescentes, os quais serão o futuro da nossa cidade, por isso precisam de atenção especial e cuidados. É triste ver uma criança na rua, ou até mesmo, sendo maltratada por um adulto.

Precisamos investir mais em nossas crianças! Elas precisam viver de tal forma que possam sonhar, que possam ter esperança, ter alegria, poder estudar, está na escola praticando uma modalidade esportiva, aprendendo uma técnica, obtendo conhecimento para crescer e ser útil para a sociedade.

Nós precisamos ajudá-las! Hirata faz muito bem isso!

O 1º Certificado Cara de Pau vai para Ildema-la Gonçalves dos Santos

O que é um cara de pau? Segundo o dicionário informal on line, uma pessoa cara de pau é aquela que é descarada, sem vergonha, atrevido, etc.

Senhores, assim é o nosso prefeito! Ele teve a cara de pau de conceder uma entrevista em uma das rádios de Açailândia esta semana, afirmando que não é o responsável por tudo de ruim que está acontecendo no nosso município, em suas colocações, ficou subtendido que os responsáveis pelo caos administrativo que passa nossa cidade são unicamente os blogueiros, pois estes são os únicos que fazem oposição ao prefeito, falando a verdade dos fatos.

Prefeito Ildema-la, você está equivocado! O problema de tudo isso é sua gestão, ou seja, é você e toda a sua equipe, que são um bando de imcopetente. O problema é que a imprensa marrom de Açailândia, não escreve e nem fala o que está acontecendo, devido o tapa boca que sua assessora especial de comunicação tem colocada em muitos profissionais da imprensa. Desta forma as mazelas de sua administração não chega até você, pois eles pintam um mundo colorido a pedido da Maria do Carmo. O pior de tudo, prefeito Ildema-la, é que você acredita.

Esta mulher está fazendo tua caveira na cidade, acorda, abra os olhos e comece a beneficiar todo o povo dessa terra das palmeiras, gaste de fato a grana que vem para a cidade com o nosso povo, dê a eles mais saúde, educação, lazer, segurança, etc., libere a imprensa para falar a verdade.

Pelas tuas palavras e comportamento prefeito, nós do Língua Grande te entregamos o Certificado Cara de Pau.

Imprima e coloque em seu gabinete!

 

sábado, 20 de novembro de 2010

Flavio Dino agradece os mais de 18 mil votos conquistados em Açailândia

P1160436 Açailândia – O deputado federal e candidato ao governo na última eleição, Flávio Dino (PCdoB) está fazendo uma verdadeira peregrinação aos municípios maranhenses, agradecendo os votos obtidos nas urnas no último dia 03 de outubro.

Dino esteve na manhã de hoje (20) em Açailândia onde reuniu correligionários, simpatizantes e a imprensa local no restaurante da Vani, no Bairro Jardim América. Em uma coletiva, o comunista agradeceu os mais de 18 mil votos conquistado no município e conclamou a comunidade a continuar fazendo parte do projeto de oposição, ao que ele chama de “Oligarquia Sarney”, no Maranhão.

Perguntado por este Blogueiro se o apoio do prefeito Ildemar Gonçalves (PSDB) recebido nas eleições passada seria uma condicional de retribuição nas eleições municipais de 2012 e se esse é o mesmo pensamento do partido no município, Dino desconversou e disse não conhecer a realidade do município retratada naquele momento e que cada eleição acontece costuras diferentes. O deputado confirmou a estreita relação com o Tucano, mas não disse nem que, sim e nem que não, se o PCdoB local estará com o atual prefeito de Açailândia, responsável pelo caos administrativo instalado no município.

Provoquei o deputado a respeito de uma emenda parlamentar de sua autoria de mais de 200 mil reais destinada a Açailândia, ele [Dino] demonstrou não ter nenhum conhecimento de que fim levou toda essa grana. Instiguei o deputado a convidar este Blogueiro para inauguração da quadra esportiva, objeto da emenda – Dino fez uma promessa impossível de ser cumprida – você é meu convidado para inauguração da quadra. O que o deputado não sabe é que esse dinheiro a “Arara” já comeu e a única quadra que ele poderá inaugurar será na “Bola Sete” fazenda do prefeito de Açailândia – como não sou pessoa benquista nesse local, vou dispensar o convite do ilustre deputado.

Ah, quase fui mal educado!!!

Meus agradecimentos ao presidente do diretório municipal do PCdoB em Açailândia pelo convite – o almoço estava uma maravilha.

População faz enterro simbólico da saúde pública de Açailândia

açaifoliaHOSPITAL_MUNICIPAL_thumb[5] Açailândia – A impotência contra a traição é fato consumado principalmente na política, e este sentimento é vivido neste momento pela grande maioria da população açailandense com relação ao prefeito Ildemar. Na campanha de 2004 Ildemar empunhou a bandeira da saúde como o principal mote de sua campanha – a estratégia foi a mais correta, pois Açailândia vivia naquele momento um caos total na saúde pública sob a tutela do então prefeito Jeová Alves.

Este blog testemunhou fatos que ficaram marcados na memória de toda a população, como foi o flagrante de uma senhora de cerca de 80 anos dormindo ao relento e debaixo de muita chuva para conseguir uma consulta – esse era o retrato da saúde pública de Açailândia.

Ildemar prometeu mudar esta história e em seu mandato 2005/2008 até que houve alguns avanços, mas depois da reeleição instalou-se uma verdadeira roubalheira responsável pelo enriquecimento ilícito de toda a “família Gonçalves” e a saúde de Açailândia passou a definhar. Ildemar simplesmente assassinou a saúde pública de Açailândia, e à população coube apenas de maneira simbólica fazer o enterro, como aconteceu na última quinta-feira (18) na câmara municipal de Açailândia, na presença da maioria dos vereadores que ainda usam a Tribuna para tentar acobertar as falcatruas do “chefe maior”, como foi caso de BABÃOZÃO e Arlete Cutrim.

Enfim, assim como a maioria da população, também vivo sob o mesmo sentimento de impotência e a dúvida de que poderíamos não ter acreditado nas vãs promessas do novo “Rei do Gado” de Açailândia, Ildemar Gonçalves dos Santos.

Veja o vídeo abaixo, pois contra fatos não há argumentos!!!

sexta-feira, 19 de novembro de 2010

Ligação íntima de Antonio Erismar (PT) ao prefeito Ildemar (PSDB) pode ter lhe tirado a chance de virar Secretário de Educação do Estado.

ILDEMAR E ERISMAR Açailândia – O vice-prefeito de Açailândia Antonio Erismar (PT) parece mesmo ter nascido com “aquilo virado pra lua”, ou como dizem os mais exagerados: “parece ter nascido com a Lua toda dentro daquilo”.

Como candidato sempre teve uma medíocre votação, mas mesmo assim, em função do crescimento vertiginoso do PT no Brasil, acabou ganhando de presente a vice-prefeitura de uma das mais importantes cidades do Estado.

Os petistas terão para sempre uma dívida impagável com o presidente Lula, o maior responsável pela valorização do partido na hora de costuras políticas e formação de coligações tanto majoritárias como proporcionais – outro exemplo disso foi o presente que Washington Oliveira ganhou na eleição do último dia 03 de outubro – o petista é hoje vice-governador do Maranhão.

Voltando ao sortudo Antonio Erismar que hoje percebe um gordo salário de mais de R$ 8.000,00 pra não fazer nada, outra a vez a sorte bate à sua porta, mas parece que o cavalo pode ter passado selado à sua frente e ele [Erismar] perdeu a vez. A sua ligação íntima com o prefeito Ildemar pode ter tirado a maior oportunidade de sua vida – virar Secretário de Educação do Estado. Outro ponto negativo que assola Antonio Erismar foi ter obedecido ao seu chefe maior (Ildemar) que proibiu o petista de fazer campanha para Dilma Roussef no município, tanto no primeiro, como no segundo turno. Antonio ainda tentou enganar a direção regional e nacional do PT realizando uma pequenina carreata em Açailândia, após o resultado das urnas no dia 31 de outubro.

Com a demissão do petista Anselmo Raposo da Educação, vários nomes vêm sendo ventilados para assumir, de fato, o comando da pasta. Entre eles o do próprio vice-prefeito de Açailândia com indicação do vice-governador eleito Washington Luis Oliveira (PT). No entanto quando puxaram a ficha de Erismar, o resultado foi uma ligação muito íntima com o principal inimigo político de Roseana no Maranhão, Ildemar Gonçalves.

É a velha premissa, me diga com quem tu andas que direis quem tu és!!!

Rádio Clube ainda sob o comando de Bebeto Telles

radio 98_thumb[3] Açailândia – As informações repassadas por alguns blog’s de Açailândia de que houve mudança no comando da Rádio Clube Fm de Açailândia não passou de boatos plantados por alguns próprios funcionários da emissora que no afã de se dar bem, traem a confiança do parceiro/patrão Bebeto Telles.

Na verdade trata-se de um trio de pseudos amigos de Bebeto Telles que neste momento de dificuldades deveriam apoiar e dar força ao arrendatário da Clube Fm, e no entanto, tentam nos bastidores desestabilizar ainda mais a situação vivida pelo empresário.

O Blog teve uma conversa “in loco” com o proprietário da emissora, Chico do Rádio, que disse não haver nenhum contrato de arrendamento da Rádio Clube Fm com o pastor Cavalcante, da Assembleia de Deus de Açailândia, como está sendo ventilado pela imprensa do município. “Tenho um contrato com Bebeto Telles e só negociarei com qualquer outra pessoa depois de vencida todas as negociações com o mesmo. Eu sou um homem de negócios e não sou a favor desse tipo de especulações, pois tudo isso atrapalha, tanto quem contrata, como quem é contratado, confidenciou Chico ao Blog.

BOMBA: Médico acusado de homicídio é solto e volta ao trabalho em Açailândia

HOSPITAL_MUNICIPAL_thumb10 Açailândia – O Blog acaba de receber a informação de que o prefeito Ildemar Gonçalves recebeu com honrarias a volta ao trabalho do médico Stênio do Nascimento Lima, que foi preso esta semana pela Polícia Rodoviária Federal acusado de homicídio. Os agentes da PRF cumpriram mandado de prisão em desfavor do médico, expedido pela Justiça de Baixo Guandu, Estado do Espírito.

A informação chegou agora a pouco e dar conta que o médico está trabalhando hoje (19) na emergência do Hospital Público Municipal de Açailândia (SESP.

Agora virou bagunça geral!!!

quinta-feira, 18 de novembro de 2010

Ildemar reaparece e destila veneno contra blogueiros de Açailândia

ildemarrr_thumb[13] Açailândia – Finalmente o prefeito acordou pra vida e percebeu que ele não é Deus e também que, todo o dinheiro surrupiado dos cofres públicos não é suficiente para comprar a alma e a consciência de todos os membros da imprensa de Açailândia.

O prefeito de Açailândia usou na manhã de hoje (18) um dos veículos de comunicação que é pago com dinheiro público para acobertar todos os desmandos praticados no município, para destilar seu veneno contra alguns blogueiros que ele [Ildemar] não conseguiu comprar – o prefeito tucano chegou a chamar os blogueiros de Açailândia de plantadores de boatos.

O prefeito estaria se referindo as matérias postadas na última semana que davam conta que Polícia Federal estaria no seu encalço. Na verdade não foi possível confirmar tal notícia, mas aonde há fumaça há fogo e ao que tudo indica o prefeito de Açailândia está sim, sendo investigado pela Polícia Federal. Acredito até que os blogueiros cometeram um erro ao se anteciparem ás informações o que pode ter culminado com o recuo das investigações – esta é a única culpa dos poucos veículos de comunicação livres de Açailândia.

O que pudemos perceber claramente é que mesmo com 99,9% da imprensa nas mãos, Ildemar começou a se incomodar com alguns blogueiros – uns, através da “Duda Mendonça de Saias e certo vereador (depois declaro o nome) já conseguiu comprar, falta saber quantos restarão.

Pra agüentar tem que ter passado pelo teste de sobrevivência na selva de pedras chamada Brasil e estar acostumado a comer arroz com feijão e bife do olhão.

Carta aberta sobre a crise na saúde municipal de Açailândia

Até quando o povo de Açailândia vai agüentar? Em recente relatório de denúncia ao Ministério Público do Trabalho (MPT), o SINTRASSEMA sinalizou as precárias condições de trabalho para os agentes de saúde e combate a endemia, bem como a péssima situação de atendimento do Hospital Municipal.

Muitos contratos do Município de Açailândia são irregulares. Há anos clama-se por concursos públicos, em vista de uma gestão honesta dos serviços públicos, sem nepotismo, apadrinhamentos e com garantia de continuidade. Desde 1999 a Prefeitura está sendo investigada e em seguida processada pelo MPT pela falta de servidores concursados.

No começo de 2010 houve um Termo de Conciliação entre o Município e o MPT, determinando um prazo de 05 meses, que vigorou até a metade de junho desse ano, para realizar um concurso público no município.

Apesar de conhecer há meses o problema, a administração municipal de Açailândia ultrapassou os prazos e aguardou até o final do ano (logo depois das eleições!) para enfrentá-lo.

A solução, por enquanto e por várias semanas, é a de fechar 12 postos de saúde do PSF, deixar outros 03 abertos sem médicos e enfermeiros, e mais 06 postos de saúde do PACS fechados.

É uma gravíssima interrupção de serviço público essencial à vida dos moradores do Município!

Uma medida, inclusive, tomada sem nenhum aviso prévio à população e em total falta de consideração ao próprio Conselho Municipal de Saúde, que não foi consultado e foi até enganado quanto ao futuro dos postos de saúde na cidade.

Não se pode brincar com a vida das pessoas.

A desculpa da falta de dinheiro aponta pelo menos a uma total incompetência na gestão do sistema de saúde e da administração da máquina pública; no próprio Conselho de Saúde denunciou-se que a Secretaria Municipal de Saúde tem atualmente uma dívida de R$ 760.000,00.

Frente a essa grave situação, nossas entidades:

- convocam a comunidade para organizar-se e manifestar sua indignação;

- apelam a todos/as que tiverem informações e críticas consistentes a respeito da gestão municipal da saúde para organizarem esse material, em parceria com nossas entidades abaixo assinadas;

- voltam a ativar o Ministério Público Estadual, a partir das informações atuais e do material que poderemos receber, pedindo urgentemente a instauração de procedimentos investigativos nos âmbitos civil e criminal e/ou a propositura de ações judiciais a respeito da saúde no Município;

- convidam o Conselho Municipal de Saúde a pedir urgentemente uma audiência pública sobre a situação, com a participação do Município, da Defensoria Pública e do Ministério Público Estadual

- exigem imediata realização de concurso público para servidores do Município e imediata reabertura dos postos de saúde

- pedem que os servidores já aprovados em concurso público mas que ainda não estão trabalhando sejam imediatamente nomeados, empossados e colocados em exercício pela Prefeitura Municipal;

Açailândia, 18 de novembro 2010

SINTRASSEMA, Centro de Defesa da Vida e dos Direitos Humanos, Paróquia São João Batista, Rádio Arca FM, Cooperativa pela Dignidade do Maranhão, Sindicato dos Trabalhadores e Trabalhadoras Rurais, Associação dos Moradores de Piquiá, Associação Comunitária do Bairro do Jacu, Movimento dos Trabalhadores Sem Terra, Associação das Pessoas com Deficiência Física de Açailândia

quarta-feira, 17 de novembro de 2010

O Povo da Vila Ildemar pede socorro!!! Cadê o Bebezão e as suas camisetas pretas???

Senhores açailandenses, é incrível a forma como este prefeito tem tratado os moradores da vila que leva o seu nome. É um descaso total. Venham na vila e verás. Amigos, os buracos já chegam a sete palmos; os postos de saúde não mais funcionam; não tem coleta de lixo; a iluminação pública é uma porcaria e o serviço de água e esgoto é um caos total.

Lembro-me do primeiro discurso do Ildemar na praça do Patizal, eu estava lá, pois votei nele na eleição de 2004. Naquele dia ele disse: “Devo muito a esta grande vila, pois se não fosse vocês, não teria conquistado esta eleição, portanto, vou trabalhar muito por vocês, esta vila será referência no meu governo”. Falava fazendo referência à diferença de 36 votos que lhe garantiu a vitória sobre Jeová Alves naquele pleito. Ficamos emocionados e empolgados, pois agora tínhamos o prefeito que deva nome ao nosso bairro.

Já dizia minha vovozinha, usando o adágio popular que diz: “alegria de pobre dura pouco”. Foi exatamente isso que aconteceu, pois ao chegar o inverno percebir que este prefeito não tinha nenhum compromisso com nosso bairro. Muitos moradores, esperançosos, falavam que o Ildemar só iria trabalhar na vila nos seus dois últimos anos de prefeito, porém, ele nada fez, com exceção do calçamento mal feito de umas três ruas logo no início da vila, cujos bloquetes, em sua grande maioria, foram embora com as leves chuvas que caiu no nosso município àquela época. Na eleição de 2008, ele apareceu com um discurso hipócrita dizendo que precisava se eleger novamente, para que nos quatro anos seguintes, pudesse deixar a vila uma princesa.

Diletos amigos, se vocês vir na vila, irão, ao invés de princesa, ver um dragão. Pois aqui a prefeitura não chega! Isso mesmo, estamos esquecidos por esta administração. Se não vejamos:

a) Os buracos já chegam a sete palmos – Os buracos das ruas da vila já tem até nome, buraco do Ildemar. Dentro do buraco do Ildemar o pessoal joga de tudo, desde lixo a cachorro morto. Prefeito Ildema-la, será que vamos ser enterrados nesses buracos? Venha aqui na vila Ildemar se tiver coragem! Venha nessa parte que fica depois da praça. Aproveite prefeito e traga os secretários, como também seus vereadores, para que juntos vocês vejam o sofrimento dessa gente! Ah, não esqueça o Cordeiro.

b) Os postos de saúde não mais funcionam – Sim prefeito, o que houve com o pessoal do posto de saúde, apenas o vigia está trabalhando. Cadê as atendentes? Cadê as enfermeiras? Cadê os Médicos? Não tem ninguém nem mesmo para ensinar um chazinho de cidreira! Tem pessoas doentes, que estão caminhando a pé da vila Ildemar, para irem ao Hospital Municipal, tendo em vista que o postinho não está funcionando e a ambulância não pode atender! Que covardia prefeito Ildema-la! Você não tem sentimento, isso não dói nenhum pingo na sua consciência, na verdade você é desnaturado! Você deveria se lembrar dos 36 votos!

c) Não tem coleta de lixo – Prefeito cadê os nossos amigos gari? Cadê os caminhões que fazem a coleta do lixo na nossa cidade? Vai dizer que o gado comeu? Prefeito, lixo em excesso nas ruas gera doença nas pessoas, talvez você não saiba disso, pois não freqüentou a escola. Gerando doenças, como tu vai fazer para atender estas pessoas, tendo em vista que nem mesmo o próprio hospital municipal tem condições dignas de atendimento? Será que estas pessoas serão atendidas pela Dr. Petrônio Gonçalves, seu irmão, que é dono do Hospital São Sebastião, o mais equipado da região? Prefeito Ildema-la, até chiqueiro de porco é mais limpo do que nossa cidade. Faça concurso público, coloque as pessoas para trabalharem.

d) Iluminação pública é uma porcaria – Como se não bastasse tudo isso, ainda tenho que pagar uma taxa de iluminação pública, diga se de passagem, uma iluminação pública que não funciona. Aqui na vila e no residencial Tropical, as lâmpadas não acendem, pois todas estão queimadas. Seus amigos, os ladrões, estão fazendo a festa. Todo dia, por estas bandas que estão muito escuras, tem tido assalto. Prefeito, todo mês vem na minha conta de energia R$ 6,00 de taxa de iluminação pública! Pra onde está indo essa grana, tendo em vista que o serviço não funciona?

e) O serviço de água e esgoto é um caos – Prefeito Ildema-la, pelo amor de tudo que é mais sagrado não nos prive do líquido precioso! Cadê a água da vila prefeito? Vai dizer que o gado bebeu? Pelo que eu sei, seu gado bebe água mineral! Nós aqui estamos bebendo lama! O serviço dessa autarquia denominada de SAAE, que se diz também de esgoto e que na verdade só funciona água, não está nos atendendo. Prefeito tu paga teu sobrinho um salário de R$ 7.500,00 para ele nos matar de sede. Ô Maria do Carmo! Tu viu hoje o programa do inimigo do povo, do apresentador que não deixa o povo reclamar, pois corta logo de cara, hoje só deu água, até parecia um centro de atendimento a cliente da CAEMA!

Prefeito, vamos fazer concurso público meu chapa! A Procuradora Federal do Trabalho, a Dra. Fernanda Furlaneto, disse que “O Ministério Público em razão do pacto, deu ao município um prazo de 150 dias para que o gestor municipal, caso julgasse necessário, realizasse concurso público, dentro do prazo que a prefeitura teve para extinguir os contratos”. Porque esse concurso não foi realizado, tendo em vista que estamos precisando de servidor, principalmente na área da saúde e de saneamento? O que tu vai fazer com a grana que vai sobrar dos contratados? Estou desconfiado que trata-se da operação astuciosa “faz-se caixa” para eleição do sucessor!

Será? O tempo vai dizer!

Fonte: Artigo na íntegra do Blog jornalilinguagrande.blogspot.com

*Alterado: “Cadê o Bebezão e suas camisetas pretas???